Europeu forma 2018

Desde que saiu do Barcelona, Guardiola ou foi eliminado por um time inferior na UCL ou foi humilhado por um time do mesmo escalão. Superestimado ?

2020.08.16 13:40 L_CRF Desde que saiu do Barcelona, Guardiola ou foi eliminado por um time inferior na UCL ou foi humilhado por um time do mesmo escalão. Superestimado ?

Desde que assumiu o Bayern em 13-14, Guardiola foi eliminado 5 vezes por times considerados inferiores ao dele:
Placares no agregado
Lyon 3 x 1 City - 2020
Tottenham 4 x 4 City - 2019
Monaco 6 x 6 City- 2017
Atlético de Madrid 2 x 2 Bayern - 2016
Dá pra ver que mesmo quando os times são, em tese, piores que o dele, a defesa ainda sofre muito. Mas o pior não é isso, nas outras 3 vezes, o time do Guardiola foi eliminado por um outro "grande" do primeiro escalão europeu, de forma vexatória.
Real Madrid 5 x 0 Bayern de Munique - 2014
Barcelona 5 x 3 Bayern - 2015 (O Barça fez 3 a 0 no primeiro jogo e vencia o segundo jogo por 2 a 1 no fim do primeiro tempo, tirou o pé e tomou a virada no segundo pois a classificação estava garantida)
Liverpool 5 x 1 City - 2018
É nítido os problemas que o time dele tem na defesa, mesmo gastando milhões e milhões em defensores ao passar dos anos (Laporte, Stones, Walker, Mendy, Cancelo, etc)
submitted by L_CRF to futebol [link] [comments]


2020.06.10 16:51 spetsnatz [Anúncio AMA] Michael Houghton do Podcast The Irish FIRE Podcast, empreendedor e investidor

Caros amigos, é com grande prazer que anunciamos o próximo AMA, que será uma nova experiência aqui no /literaciafinanceira. O nosso convidado chama-se Michael Houghton(mycoolhowton) do Irish FIRE Podcast, um dos meus podcasts preferidos, o que me deixa muito agradecido e orgulhoso pelo facto do Michael ter aceite o nosso convite.
Michael Houghton é natural da Nova Zelândia e reside actualmente na Irlanda, onde passou os últimos 15 anos a desenvolver e crescer os seus negócios. É casado, com 3 filhos e em 2017 tomou a decisão de iniciar o seu percurso para a independência financeira.
Cansado de vender o seu tempo por dinheiro, Michael apercebeu-se que, com o poder dos juros compostos conseguiria alcançar o seu objectivo de ser financeiramente independente. Para Michael, o bem mais importante que se pode adquirir com dinheiro é a liberdade para si mesmo e para a sua família. Como tal, desde 2018 tem vindo a reduzir gradualmente a sua carga de trabalho, de modo a libertar o seu tempo para o estilo de vida que pretende alcançar.
Em termos profissionais, Michael é web developer em regime freelancer, apostando num grupo de clientes reduzido que lhe permite maior liberdade. Está ainda activamente ligado a um projecto de criação e gestão de clubes de hóquei e criou recentemente um projecto de crowdfunding e investimento para a plantação de florestas na Irlanda. O convidado tem uma grande paixão em criar projectos de investimento pouco convencionais e procura sempre algo que lhe permita marcar positivamente a comunidade e deixar o seu legado para gerações futuras.
No entanto, é conhecido sobretudo pelo seu podcast The Irish FIRE Podcast, onde conta a sua história e caminho para a independência financeira.
Para mim, um dos aspectos que mais aprecio no Michael - e no seu podcast - é o facto de não ter medo de assumir os seus erros. Tendo traçado um objectivo tão ambicioso como a liberdade financeira, Michael procura “atalhos” para a atingir o mais breve possível, nomeadamente com instrumentos de investimento mais arriscados como P2P ou Forex, que nem sempre lhe correram bem. No entanto, nem sempre o risco é mau, desde que sejamos responsáveis e honestos com nós próprios sobre eventuais consequências. O nosso convidado partilha, de forma muito honesta, como tem vindo a aprender com os seus erros e sucessos e como devemos retirar as devidas lições para crescermos e investirmos melhor no futuro.
O Michael será o nosso primeiro convidado estrangeiro e pedimos que coloquem as questões no AMA em Inglês. Pessoalmente, considero que será uma oportunidade interessante para termos opiniões de um membro de outro país europeu, sobretudo para quem procura um país para emigrar. O nosso convidado é especialista em:
No entanto, poderão colocar qualquer questão.
A estrutura deste AMA será igual ao último (com o David Almas) visto termos tido um óptimo feedback da vossa parte. Ou seja:
Data do AMA: Sábado, 13 de Junho às 16h.
Local: /literaciafinanceira
Confirmação: Irish FIRE [email protected]
NOTA: Este post é apenas o anúncio, por favor coloquem as questões na thread do AMA de acordo com as regras acima descritas.
Estamos muito curiosos para ver como corre esta experiência e esperamos que seja um sucesso, tal como os AMA anteriores. Contamos convosco!
submitted by spetsnatz to literaciafinanceira [link] [comments]


2020.03.05 15:53 manguito86 FC Porto obrigado a dezenas de milhões em mais-valias. As semelhanças (e as diferenças) com o cenário em 2016

https://observador.pt/2020/03/05/fc-porto-obrigado-a-dezenas-de-milhoes-em-mais-valias-as-semelhancas-e-as-diferencas-com-o-cenario-em-2016/

FC Porto está obrigado a fazer mais de 78 milhões de euros em mais-valias, caso queira evitar uma intervenção da UEFA por causa do "fair play" financeiro. O cenário atual tem semelhanças com 2016.



A corrida à liderança no Futebol Clube do Porto já começou e das críticas já ouvidas à administração de Pinto da Costa fica uma certeza: as contas da SAD vão estar no centro do debate.

A partir do momento em que o Futebol Clube do Porto decidiu não vender jogadores no mercado de inverno, depois de ter falhado os milhões da Champions (50 milhões de euros no mínimo), tornou-se inevitável um saldo negativo no final do primeiro semestre. Só que a dimensão do buraco financeiro apresentado pela administração do FCP, de 52 milhões de euros, fez disparar os alarmes nos adeptos portistas, em vésperas de eleições para a liderança do clube.

As semelhanças e as diferenças com o passado recente

A SAD do Futebol Clube do Porto acumulou nos dois exercícios anteriores um total de 19 milhões de euros de prejuízo (saldo negativo de 28,4 milhões, em 2017/18; e positivo de 9,5 milhões, em 2018/19). Esta época, teria, por isso de apresentar lucros de 19 milhões de euros para ter “break even” (saldo zero) no final de cada três anos, como exige a UEFA, ou 14 milhões (tendo em conta o desvio de 5 milhões de euros admitido pela autoridade do futebol europeu).

As regras do fair play financeiro — que obrigam os clubes a não gastarem mais do que as receitas que geram e a não terem pagamentos em atraso a trabalhadores e outros clubes — admitem, no entanto, um desvio adicional, que pode ir até aos 30 milhões de euros, se o clube ou algum outro acionista injetar essas verbas na SAD. É certo também que para atingir esses valores há algumas rubricas que não contam. A UEFA deixa de fora, nomeadamente, os ganhos e perdas com alguns ativos (que não jogadores).

Num passado recente, quando se aproximou do limite, a SAD portista acabou por não evitar a intervenção da UEFA. Em 2013/14, apresentou 40,7 milhões de euros em prejuízos, compensados em parte pelos lucros de 19,9 milhões de euros de 2014/15. O saldo acumulado das duas épocas foi, por isso, negativo em 20,7 milhões de euros.

Até aqui não há grandes diferenças na comparação com os números das duas últimas épocas. O que muda são os prejuízos seguintes. Ao contrário desta época — em que o FCP SAD apresentou 51,8 milhões de euros de prejuízo no primeiro semestre —, em 2015/2016, no mesmo período, o resultado negativo foi de menor dimensão, atingindo 17,6 milhões.

Nessa época, que coincide com o tri-campeonato do Benfica, o FCP acabaria com 58,4 milhões de prejuízo (e um total de 79 milhões no conjunto das três épocas), tornando inevitável a intervenção das autoridades do futebol europeu.

O caminho para evitar essa intervenção passará, como já se sabia, pela venda de jogadores. Quando, em outubro, apresentou o orçamento da SAD para esta época, a administração da SAD do FCP tinha previsto lucros marginais, de 150 mil euros, contando com a contribuição de 77,9 milhões de euros em mais-valias na transferência de jogadores. Resta saber agora quanto dinheiro mais será necessário, tendo em conta a dimensão dos prejuízos do primeiro semestre.

Entre compras e vendas, tem sido noticiada a necessidade de encaixar 100 milhões de euros, mas no relatório do primeiro semestre o FCP não adianta valores, embora volte a reconhecer o problema: “Apesar do resultado apresentado ao semestre não permitir a estimativa de fecho das contas anuais, devido à sazonalidade que se verifica no registo de diversos custos e proveitos, perspetiva-se a necessidade de efetuar um valor considerável de mais-valias de transferências para que a Sociedade consiga atingir um resultado positivo no final da época”.


Alex Telles e Fábio Silva entre os ativos mais apetecíveis

Antes de atacar a atual época, o FCP precisou de colmatar uma série de saídas da época anterior, muitas delas a preço zero, em final de contrato: Brahimi e Herrera, os mais valiosos, mas também os dispensados Adrián Lopez, Fabiano, Hernâni e Maxi Pereira (no total estes jogadores tinham custado 39 milhões de euros ao FCP).

Pressionado pela necessidade de entrar na Liga dos Campeões, a administração do FCP deu a Sérgio Conceição vários jogadores experientes a valores que normalmente a SAD só pagaria por jogadores mais jovens (com mais margem para gerar mais-valias futuras).

Segundo o Transfermarkt, site especializado em transferências, das 25 compras mais caras de sempre no Porto, apenas quatro chegaram com mais de 25 anos — e três deles vieram este verão: Uribe (85% do passe) e Zé Luís, ambos com 28 anos e a valerem cerca de 9 milhões de euros; e Marchesin, com 31 anos, custou 7 milhões. O quarto jogador tinha sido Adrien Lopez, que chegou ao FCP com 26 anos, em 2014/15.



Juntaram-se ainda esta época o regressado Marcano (4 milhões de euros), que tinha saído a custo zero; Nakajima (apenas 50% do passe, por 11 milhões de euros) e o jovem Luís Díaz (80% do passe, por 8,9 milhões). No total, 52 milhões de euros, a que se juntam perto de 7 milhões dos habituais encargos com a aquisição de jogadores.

Em janeiro, o FCP decidiu não vender nem estes nem outros jogadores para poder atacar o título — e os milhões da Champions que poderão daí advir —, mas agravou um problema que terá de ser resolvido até 30 de junho, sob pena de cair outra vez na teia da UEFA.

Entre as opções mais fortes para venda estão Alex Telles, que, segundo o Transfermarkt, é o jogador mais valioso do plantel (40 milhões de euros de avaliação e o mesmo valor em cláusula de rescisão), embora esteja a pouco mais de um ano do fim de contrato. O facto de ainda não ter renovado pressionará o FCP a vendê-lo na próxima janela de transferências (e potencialmente com desconto), caso não queira repetir as saídas em final de contrato dos anos anteriores. No caso de Alex Telles, há que referir ainda que o Galatasaray, a quem o FCP comprou o passe em 2016, tem direito a 10% do valor da próxima venda.

Danilo (30 milhões de euros, mas que esteve boa parte da época lesionado), Jesus Corona (25 milhões de euros, que foi adaptado com sucesso a lateral direito) e Marega (24 milhões) estão também entre os mais valiosos. Seguem-se Nakajima (20 milhões), Otávio (17 milhões), Luís Díaz (11 milhões), e Tiquinho Soares, Zé Luís e Uribe (todos a 10 milhões).


Há ainda os jovens Fábio Silva (10 milhões de euros) e Romário Baró (9 milhões), cujo potencial de rentabilização será em princípio maior se forem transferidos em épocas seguintes.

Fábio Silva, por exemplo, tem apenas 753 minutos (e 3 golos) em todas as competições pela equipa principal. Para comparação — num jogador da mesma posição e do mesmo clube —, André Silva, quando saiu do Porto por 45 milhões de euros, em 2016/17, acumulava 4.200 minutos em época e meia, tendo marcado um total de 24 golos, incluindo 4 na Liga dos Campeões.

Tinha também, por outro lado, três anos mais do que os 18 anos que Fábio Silva fará na próxima janela de transferências — o que é relevante, tendo em conta que o mercado está cada vez mais “louco” por promessas sub-20.
Quanto dinheiro em mais-valias?

Na discussão sobre os valores das mais-valias de transferências é necessário sublinhar que não coincidem necessariamente com o preço a que os jogadores são vendidos. As mais-valias descontam não só percentagens do passe detidos por terceiros — como clubes ou os próprios jogadores (no caso de Oliver, por exemplo, o Porto não detinha 15% do passe) —, mas também, entre outros, o valor contabilístico do jogador aquando da venda.

No momento em que é adquirido, o passe de um jogador (ou melhor, a parte detida pela SAD) faz aumentar os ativos no exato valor de compra. Mas o valor contabilístico não se mantém intacto ao longo dos anos — como qualquer investimento, vai desvalorizando de forma proporcional enquanto durar o contrato. Por exemplo: o passe de um jogador que tenha custado 10 milhões de euros, num contrato assinado a 5 cinco anos, vai desvalorizando 2 milhões de euros por ano.

Sendo mais concretos: se Alex Telles (de quem o FCP tem a totalidade do passe) for vendido no final desta época por 30 milhões de euros, as mais-valias descontam desde logo 1,3 milhões de euros que, por esta altura, valerá o passe do lateral esquerdo em termos contabilísticos — foi comprado a 6,5 milhões de euros, mas em junho terá uma desvalorização acumulada de 4 anos.

Diferente é a circunstância da generalidade dos jogadores da formação, em que, no momento da transferência, não há normalmente lugar a descontos do valor contabilístico. Simplesmente, porque não tendo um custo de compra associado, valem zero nas contas. Ruben Neves, Diogo Dalot, Rui Patrício ou João Félix tinham todos um valor nulo ou residual nas contas dos respetivos clubes.

É, aliás, um fator de subvalorização crescente dos ativos nos principais clubes portugueses, que, cada vez mais, contam com jogadores da “cantera” nas equipas principais. Fábio Silva, Romário Baró e Vítor Ferreira — como Ruben Dias, Ferro, Jota e Tomás Tavares no Benfica ou Jovane Cabral, Miguel Luís e Maximiano no Sporting — não acrescentam valor aos ativos das respetivas SAD.

As mais-valias descontam ainda prémios de desempenho que estejam por liquidar ao jogador, e outros fatores (como o efeito de atualização financeira das contas a receber a médio prazo) que, em conjunto, deixam os adeptos de futebol com a sensação de que o ganho pelas transferências não é tão elevado quanto se esperava — pelo menos, quando se anunciam as mais-valias geradas e não o valor da venda.

Ou seja, a não ser que estivesse preparado para vender apenas jogadores da formação do clube, quando o FCP avançou em novembro com a necessidade de 77 milhões de euros em mais-valias não se referia a 77 milhões de euros em vendas. O valor de vendas em perspetiva (não revelado pelo FCP) teria de ser maior.

Quanto? As contas do primeiro semestre deixam perceber que o cenário não é favorável, mas ainda será cedo para perceber qual será o resultado final desta época sem transferências. Por exemplo: quanto dinheiro terá o Porto de distribuir a jogadores em prémios de desempenho se for campeão nacional? A dimensão dos prejuízos esta época dependerá da resposta a esta e outras dúvidas. O que parece certo, no entanto, é que o plantel do FCP promete, mais uma vez, uma pequena revolução na próxima época.
submitted by manguito86 to fcporto [link] [comments]


2020.01.05 23:09 slashfer Algumas novidades do Inter por Lucas Collar

Inter já acertou com Thiago Galhardo. Resta que o atleta consiga liberação com o Ceará, o que deve acontecer nessa semana.
Zeca está fora dos planos de Eduardo Coudet e há planos da diretoria em negociá-lo. Empresário do jogador foi liberado para buscar propostas. Uma delas pode ser do Palmeiras. Haverá reunião amanhã entre as partes. Não está descartado que jogadores do Palmeiras sejam envolvidos.
Inter tem interesse em Charles Aranguíz. E não é de hoje. Esse movimento para que ele venha ao final do vínculo com o Leverkusen começou em 2018. Porém, incialmente, a possibilidade de ficar no mercado europeu é boa.
Charles Aranguiz já avisou ao Inter que, se voltar ao futebol sul-americano, jogará no Inter. Chileno tem proposta de pré-contrato em mãos para chegar ao Beira-Rio em Junho, mas estudará propostas do futebol europeu.
Valores oferecidos para Aranguiz e Nacho Fernandez não são muito diferentes. A diferença está que na situação do chileno, o Internacional não precisa compensar o clube. Pode diluir as luvas em um contrato de 4 anos. Já no caso de Nacho, River Plate não está abrindo mão dos 15M.
Única forma de Aránguiz não atuar no #Inter no meio do ano seria se um clube despejasse um caminhão de dinheiro para tê-lo como jogador. « Ele quer voltar », me disseram há uns dias. E pelo que o @LucasCollar apontou, contrato seria longo, algo para se aposentar no Beira-Rio
submitted by slashfer to internacional [link] [comments]


2019.08.16 14:58 fidjudisomada Primeira Liga 2019/20, #2: Os Belenenses, SAD vs. SL Benfica

BRUNO LAGE: "PREPARÁMOS O JOGO DA MELHOR MANEIRA PARA VENCER"

Bruno Lage, treinador da equipa principal das águias, considera que este será "mais um jogo de enorme dificuldade" e, em conferência de Imprensa, referiu algumas das virtudes do adversário. Benfica e Belenenses SAD defrontam-se este sábado (17 de agosto), às 19h00, no Estádio Nacional.
Análise ao adversário
"É mais um jogo de enorme dificuldade, primeiro por aquilo que é o valor dos jogadores do Belenenses, a sua qualidade de jogo e a enorme qualidade do treinador. Se virem o primeiro jogo deles no Campeonato, veem que foi um jogo de uma grande riqueza tática, que evidenciou as qualidades da equipa, tanto a atacar como a defender e é para isso que nós nos preparámos da melhor maneira para dar a nossa melhor resposta e em função daquilo que é a nossa mentalidade. Preparámos o jogo da melhor maneira para vencer. Nós estamos a pensar muito no Belenenses, conscientes de que será um desafio enorme. Queremos estar no confronto, uma equipa em confronto com a outra, uma ideia em confronto com a outra e os jogadores em confronto uns com os outros. Isso é o que nos motiva e essa é a nossa motivação no trabalho diário."
A forte presença dos adeptos no Jamor
"É sinal que as pessoas gostam de nos acompanhar e acho que isso é muito importante para nós sentirmos que nos vêm ver jogar pela nossa qualidade, pela nossa forma de jogar e divertirem-se ao máximo com o nosso jogo, que esse acaba por ser um dos grandes objetivos de quem gosta de futebol."
Benfica no Pote 2 da Liga dos Campeões
"Há que ver a questão por um lado mais profundo. Primeiro, é o lado teórico das várias equipas, é verdade que o historial pesa em alguns clubes, mas a transformação que o futebol levou faz com que, por vezes, uma equipa que está no pote 2 ou no pote 3 tenha transformações imediatas por aquilo que é a aposta imediata em termos financeiros na construção de um determinado plantel. Na Liga dos Campeões não há jogos fáceis, por isso, para fazermos uma campanha de acordo com a dimensão do Benfica, temos de estar preparados para encarar todos os jogos como temos feito até aqui."
Inclusão de Tomás Tavares
"É mais um jovem que nós já conhecíamos. Apesar de no ano passado não ter jogado na equipa B, treinou connosco várias vezes e em virtude daquilo que é a situação de laterais-direitos no plantel, entendemos que não fazia sentido dar uma oportunidade ao João Ferreira sem ter o Tomás [Tavares] presente. Após o Europeu a nossa ideia foi dar-lhe um curto período de férias e integrá-lo o mais rapidamente na equipa. Sobre ele e todas as renovações, é a mesma dedicação e empenho, é uma enorme satisfação ver o reconhecimento do trabalho, as renovações são em função disso e só posso ficar satisfeito pelos jogadores, porque para além dos títulos que conquistaram, também terem essa melhoria em termos de contrato que é muito importante."
O que falta para atingir o "Benfica 2018/19"?
"Não podemos comparar aquilo que foram dois jogos de uma época contra vinte de outra época. Temos de fazer uma análise com uma base mais sólida, quando tivermos 14 a 15 jogos numa época, já podemos perceber as diferenças entre uma equipa e outra. Temos ainda um longo caminho a percorrer, mas estou muito satisfeito com aquilo que os atletas têm feito nos treinos e nos jogos."
A lesão de Conti e um olhar aos tempos modernos
"O Conti não está no mercado, está apenas lesionado. Em jeito de brincadeira comentei, com tanta barca furada que anda por aí, foram dar uma medalha de lata a um miúdo extraordinário, que saiu do seu país, tem um enorme valor, passa por um momento difícil porque se voltou a lesionar e a única grande questão é que neste momento tem dois grandes atletas que estão a jogar. Vou dar um exemplo: todos nós conhecemos o senhor Shéu, a carreira que fez, o que foi, os títulos, a forma como chegou ao Benfica, foi capitão do Benfica, a carreira que fez após ser jogador, mas havia algo que não sabia. Não quero cometer um erro, mas o Shéu chegou ao Benfica e teve dois anos sem jogar. O Conti está há um ano sem jogar e eu questiono, quantas medalhas de lata tinha recebido o Shéu por estar dois anos no Benfica sem jogar? Mas isto é o tempo moderno, as pessoas querem que as coisas aconteçam ontem e já, não há o tempo para que a coisa aconteça."
A presença de Adel Taarabt
"Se eu colocasse o Adel a jogar [no onze frente ao Paços de Ferreira] era quase ir "by the book" [pelo livro], mas como eu não funciono assim, eu funciono jogo a jogo, funciono em função dos problemas que o jogo me vai dar e o que a relação de 11 jogadores me dão em campo, sendo que para mudar algo eu conto com o Adel. Basta olhar para aquilo que foi o jogo do Benfica com o Tondela da época passada, o que ele fez quando entrou e o facto de o ter no banco nos levou a chegar ao golo e a conquistar os três pontos. Todos os pontos foram importantes, mas estes foram muito importantes na conquista do título, mas na semana seguinte há outro jogo para preparar, todos os jogos têm os seus problemas e é a partir daí que eu tomo as minhas decisões."
Condecoração da Câmara Municipal de Setúbal
"É uma honra enorme, mas quando se está num lugar como este, ou seja, ser treinador do Benfica e conseguimos alcançar objetivos como foi a reconquista do título, é normal que estas coisas aconteçam na nossa cidade e sinto uma enorme honra, principalmente pelo reconhecimento do trabalho realizado."

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Ivan Zlobin e Odysseas;
  • Defesas: Nuno Tavares, Jardel, Ferro, João Ferreira, Rúben Dias e Grimaldo;
  • Médios: Caio Lucas, Samaris, Pizzi, Chiquinho, Taarabt, Rafa e Florentino;
  • Avançados: Seferović, Vinícius, Raul de Tomas e Jota.

Boletim Clínico

  • Conti: lesão muscular na região anterior da coxa direita;
  • Ebuehi: lesão muscular na região posterior da coxa direita;
  • David Tavares: entorse do joelho direito;
  • Gedson: fratura na base do quinto metatarso do pé direito;
  • Gabriel: entorse do joelho direito, com lesão do ligamento lateral externo.

Talking Points

Preparámos uma lista de temas para conversas sobre este jogo, mas estejam à vontade para passar por cima dela, ou pegar num ou alguns, e apresentar as tuas observações e expressar opiniões:
  1. Qual é a tua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
  2. Qual é o teu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  3. Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  4. Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2019.02.21 22:52 fidjudisomada UEFA Liga Europa 2018/9, 16-avos-de-final, 2.ª Mão: SL Benfica 0-0 Galatasaray SK

O DOCE SABOR DOS "OITAVOS"

O Benfica fez valer a vitória arrancada perante o Galatasaray em Istambul, na quinta-feira da semana passada, para entrar nos oitavos de final da Liga Europa. No jogo de volta, no Estádio da Luz, os comandados de Bruno Lage, sempre compactos, tiveram os acontecimentos sob controlo e o 0-0 final acabou por saber a triunfo.
Fruto dos golos marcados em Istambul (1-2), o Benfica partiu em vantagem para a 2.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa e, logo nos primeiros minutos do desafio disputado no Estádio da Luz, fez por alargar a diferença na eliminatória. O golo esteve para ser uma realidade ao minuto 7, depois de uma arrancada de Pizzi pelo corredor direito, de onde cruzou com as medidas certas para a finalização de Cervi na área. Porém, o esférico rematado pelo argentino com o pé canhoto fez uma razia ao poste esquerdo.
Depois de uma sucessão de cantos a beneficiar as águias, o jogo amornou. Só tornaria a aquecer quando se atingiu o minuto 35: Seferovic, servido na esquerda, cruzou para a entrada da pequena área, onde apareceu Marcão a cortar, mas quase a colocar a bola dentro da sua baliza.
Aos 42', novo momento de agitação junto das malhas da equipa turca, depois de uma abertura de Florentino a desmarcar João Félix no flanco esquerdo, cabendo ao jovem atacante o centro para o remate de Pizzi, que fez brilhar o guarda-redes Muslera. As águias mereciam o golo, mas ao intervalo estava tudo em branco.
Sem alterações no 4x4x2, o Benfica abordou os instantes iniciais do segundo tempo com vontade de apontar um golo que favorecesse ainda mais a sua posição na eliminatória. João Félix, num remate de fora da área, procurou visar as redes de Muslera, mas não foi certeiro (46'). Feghouli, no lado contrário, ensaiou a meia distância, sem sucesso, e, na resposta, Seferovic chutou à figura do guarda-redes do Gala. Aos 66', Rúben Dias foi empurrado na área do Gala por Feghouli, mas o árbitro romeno Ovidiu Hategan não assinalou pontapé de penálti a favor dos encarnados.
A equipa benfiquista foi gerindo, espreitando erros da equipa turca, que tinha de arriscar, mas raramente encontrou espaços para desenhar lances legais (em fora de jogo não conta...) e ameaçar a baliza de Odysseas. Rafa, Jonas e Gabriel foram a jogo em três momentos diferentes, rendendo Cervi (59'), João Félix (76') e Pizzi (83'). As águias voltaram a rondar as redes turcas na parte final, mas o 0-0 foi o resultado que perdurou, com o Benfica a ser competente na sua missão e a avançar na prova.
O sorteio da próxima ronda realiza-se já às 12h00 de sexta-feira, em Nyon, estando os duelos dos "oitavos" agendados para os dias 7 e 14 de março.

BRUNO LAGE: “FOMOS A MELHOR EQUIPA NA ELIMINATÓRIA”

O empate a zero com o Galatasaray colocou o Benfica nos oitavos de final da Liga Europa. No final, Bruno Lage mostrou-se satisfeito com o conseguido, considerou a passagem justa e revelou não ter preferência no próximo adversário. O sorteio tem lugar às 12h00 desta sexta-feira, em Nyon.
O jogo pelos olhos do treinador do Benfica
"Fizemos uma boa primeira parte, tivemos várias oportunidades para marcar golo. Sentimos que eles não estavam a vir para o ataque e nós ficámos sólidos e compactos. Jogou-se com o resultado da primeira mão, numa exibição muito segura. Defensivamente estivemos bem, a estratégia definida foi conseguida; ofensivamente poderíamos ter tido mais posse de bola. Esta equipa do Galatasaray tem uma forma de jogar muito semelhante ao que é o futebol turco, com o jogo a ficar partido e as equipas a jogarem em transições. Tem de se ter qualidade na posse, porque, mal se perde a bola, sofremos uma saída em transição. O jogo fica partido e podem criar perigo com a qualidade individual.”
“Preparámos bem o jogo e isso foi visível na primeira parte. Deixámos o adversário, em organização defensiva, jogar de acordo com o que queríamos e, em função disso, criámos várias oportunidades. Até ao intervalo não tenho memória de uma oportunidade de perigo na nossa área, e nossas lembro-me de várias. Alterámos um pouco a nossa forma de pressionar. A entrada do Rafa foi importante para atacar a profundidade e para colocar o adversário a correr para a sua baliza. A equipa estava confortável, não quis perder a bola. A nossa gestão foi: colocar o Jonas para ocupar o espaço entrelinhas, o João Félix, desgastado, foi perdendo esse posicionamento; trocar o Pizzi na direita em termos de organização defensiva e o Gedson é que carregou o jogo por esse corredor; a entrada do Gabriel foi para fechar. O mais importante foi o que conseguimos: no conjunto dos dois jogos fomos a melhor equipa, criámos muitas oportunidades e somos uns justos vencedores da eliminatória.”
Muitas oportunidades e uma exibição confortável
“O mais importante foram as oportunidades criadas, quer em ataque organizado, quer em transição, quer em bola parada. Estamos a criar situações de finalização e o golo vai aparecer, como já apareceu. Em 12 jogos, não haver um golo num jogo… pelos dois jogos estamos muito satisfeitos, porque passámos.”
“É um elogio dizerem que não se marcou um golo em 11 jogos e marcámos imensos. Mas mais importante foi termos criado muitas oportunidades. Tirar o pé do acelerador? Os jogadores sentiam-se confortáveis no jogo. A entrada do Rafa foi para tentar o golo, as outras duas substituições foram para controlar o jogo, com solidez e equilíbrio.”
Sem preferências no sorteio
“Ainda há um longo caminho a fazer. Não consigo dizer qual é o próximo adversário. O que me preocupa é a nossa evolução e perceber o que é o nosso adversário. Nesta eliminatória defrontámos uma equipa turca e percebemos o que é o futebol turco. Quando soubermos o adversário, é entendê-lo da melhor maneira e prepararmo-nos bem.”
“Grandes equipas desta competição? Chelsea, Arsenal? Já joguei frente a essas equipas. Vamos esperar pelo sorteio.”
Melhorar e evoluir
“Há sempre aspetos a melhorar. Há uns que saem melhor nuns jogos, outros noutros. É preciso é continuar a evoluir e isso faz parte do nosso trabalho.”
Rotatividade? Em função do adversário ou estratégia para dar frescura ao plantel?
“É tudo! É perceber o adversário, definir bem a estratégia e optar por isso. A opção entre ter ou não Rafa neste jogo foi por isso mesmo. Cervi, em termos defensivos, ia fazer o que pretendíamos, e fê-lo muito bem. Depois, o jogo ficou partido e não temos ninguém melhor do que Rafa para criar perigo. É um conjunto das duas coisas.”

Coisas e Loisas

  • Florentino Luís titular pela 1ª vez em jogos do Benfica em casa. O jovem médio também jogou de início na 1ª mão dos 16 avos de final;
  • Florentino é o 6º jogador mais novo do Benfica a ser titular nos 2 primeiros jogos nas competições europeias (Séc XXI): Mile Svilar - 18 Anos; Miguel Vítor - 18 Anos; Renato Sanches - 18 anos; Gonçalo Guedes - 18 Anos; Sidnei - 19 Anos; Florentino - 19;
  • Em 12 jogos com Bruno Lage no comando técnico, é apenas a 2ª vez que o Benfica chega ao intervalo sem golos marcados: Santa Clara x Benfica; BENFICA X GALATASARAY;
  • Jonas faz os primeiros minutos na Liga Europa com a camisola do Benfica. Não jogava na 2ª prova mais importante do futebol europeu desde novembro de 2013 (St. Gallen 2x3 Valência).
  • Benfica nos oitavos de final da Liga Europa. Nas últimas 8 participações, os encarnados não chegaram, pelo menos, aos oitavos em apenas uma ocasião (2008/2009 - fase de grupos);
  • Benfica na Liga Europa: 2006/2007 - Quartos; 2007/2008 - Oitavos; 2008/2009 - Fase de grupos; 2009/2010 - Quartos; 2010/2011 - Meias finais; 2012/2013 - Final; 2013/2014 - Final; 2018/2019 - OITAVOS*
  • Prováveis adversários: Sevilha (Espanha), Arsenal (Inglaterra), Villarreal (Espanha) Zenit (Rússia), Valência (Espanha), Eintracht Frankfurt (Alemanha), Nápoles (Itália), Red Bull Salzburgo (Aústria), Dínamo Zagreb (Croácia), Dínamo Kiev (Ucrânia), Rennes (França), Chelsea (Inglaterra), Krasnodar (Ucrânia), Slavia Praga (República Checa), Inter de Milão (Itália);
  • Ao 12º jogo, Bruno Lage soma o 1º empate no comando técnico do Benfica. Foi ainda a 1ª vez, com o novo treinador no banco, que os encarnados não marcaram qualquer golo;
  • É a 5ª vez que o Benfica empata sem golos em jogos caseiros das competições europeias (Séc XXI): Benfica x Inter - 2003/2004; Benfica x Barcelona - 2005/2006; Benfica x Espanhol - 2006/2007; Benfica x Leverkusen - 2014/2015; BENFICA X GALATASARAY - 2018/2019;
  • O Benfica não apresentava 7 jogadores no onze inicial de um jogo europeu desde 2007/2008 - Copenhaga 0x1 Benfica: André Almeida; Rúben Dias; Ferro; Florentino; Gedson Fernandes; Pizzi; João Félix;
  • Foi apenas a 3ª vez que o Benfica empatou o jogo caseiro e passou a eliminatória (Séc XXI): Benfica 1x1 Marselha - Oitavos (Liga Europa 2009/2010); Benfica 1x1 PAOK - Playoff (Liga dos Campeões 2018/2019); BENFICA 0x0 GALATASARAY - 16 AVOS (LIGA EUROPA 2018/2019).

Multimédia

Eleição do MVP

Talking Points

Preparámos uma lista de temas para conversas sobre este jogo, mas estejam à vontade para passar por cima dela, ou pegar num ou alguns, e apresentar as tuas observações e expressar opiniões:
  1. O resultado foi justo? Na tua opinião, o que faltou à equipa para alcançar um resultado ou exibição melhor?
  2. Está satisfeito com a resposta da equipa hoje? Qual foi o aspeto do jogo que mais te impressionou?
  3. Com o benefício da visão a posteriori, que alterações farias ao 11 inicial?
  4. Em retrospetiva, o que farias diferente ao longo do jogo? Como avalia os critérios de substituição? Trouxeram algo diferente ao jogo?
  5. Qual foi o jogador que mais se destacou com a camisola do SL Benfica? Nessa nota, quem foi a maior deceção?
  6. Quais são os aspetos positivos que o SL Benfica pode tirar deste jogo?
  7. Enfrentaremos o GD Chaves na próxima partida, no Estádio da Luz, em jogo a contar para a 23.ª rodada da Primeira Liga 2018/9. Quais as perspetivas?

Relacionados

submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2019.02.02 14:12 fidjudisomada Estatísticas dos últimos 30 dias do /r/Benfica

Period: 29.29 days
Submissions Comments
Total 182 2056
Rate (per day) 6.21 67.06
Unique Redditors 53 299
Combined Score 2577 8513

Top Submitters' Top Submissions

  1. 920 points, 95 submissions: fidjudisomada
    1. Bruno Lage vai continuar no Benfica até final da temporada (61 points, 12 comments)
    2. Golo de Grimaldo (SL Benfica [5]-1 Boavista FC, Primeira Liga 2018/9, #19) (52 points, 2 comments)
    3. [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA (52 points, 88 comments)
    4. Benfica leva adepto de 88 anos ao jogo com o Santa Clara (43 points, 10 comments)
    5. João Félix: "Se não fizer nada bem no campo, isso da cláusula é tanga" (36 points, 4 comments)
    6. [Futebol Feminino] SL Benfica 32-0 CP Pego. Este resultado é um novo recorde no futebol feminino português! (31 points, 12 comments)
    7. Luís Filipe Vieira: "Quem tem televisões à frente e não consegue julgar... não pode apostar mais". Reação do Presidente do Benfica após a meia-final da Taça da Liga marcada por graves e incompreensíveis erros de arbitragem, nomeadamente do VAR, Fábio Veríssimo. (26 points, 14 comments)
    8. Golo de Seferović (Vitória SC 0-[1] SL Benfica, Primeira Liga 2018/9, #18) (23 points, 2 comments)
    9. Golo de João Félix (Vitória SC 0-[1] SL Benfica, Taça de Portugal 2018/9, Quartos-de-final) (22 points, 0 comments)
    10. [Análise] Avassalador – Crescimento Benfiquista e Félix (Lateral Esquerdo) (21 points, 4 comments)
  2. 538 points, 15 submissions: joaorsilva
    1. Reacção de Bruno Lage ao bombo para a frente (94 points, 17 comments)
    2. Eusébio da Silva Ferreira - 5 anos de saudade (87 points, 4 comments)
    3. Oscar Cardozo na câmara ardente de Eusébio da Silva Ferreira (66 points, 13 comments)
    4. Uma pergunta surreal (51 points, 16 comments)
    5. A Taça da Liga de futsal é nossa! (50 points, 0 comments)
    6. Miki Fehér: 15 anos de saudade (46 points, 2 comments)
    7. Análise detalhada que levou a derrota de ontem (30 points, 12 comments)
    8. Benfica no Top 30 Europeu em estudo da Deloitte (29 points, 6 comments)
    9. Uma mensagem final (29 points, 48 comments)
    10. Oficial: Nico Castillo assina pelo Club América (19 points, 28 comments)
  3. 147 points, 1 submission: tcosta13
    1. Bernardo Silva ladies and gentleman (147 points, 27 comments)
  4. 106 points, 2 submissions: Kn0ck0uTPT
    1. Bernardo Silva: Sou eu que estou a precisar de óculos ou... ???? 🧐🤦🏻‍♂️ (76 points, 17 comments)
    2. Jornalista(lol) da CMTV pergunta Bruno Lage se Jonas recuperar será titular mesmo com a boa forma de Seferovic e Félix. Lage responde com isto. (30 points, 16 comments)
  5. 78 points, 1 submission: Ssthm
    1. A Luz (78 points, 9 comments)
  6. 68 points, 3 submissions: omegaxLoL
    1. Benfica oficializa Bruno Lage como treinador (62 points, 9 comments)
    2. José Mourinho revela que não vai para o Benfica (5 points, 9 comments)
    3. A BOLA - Renato Paiva na equipa B (Benfica) (1 point, 1 comment)
  7. 64 points, 3 submissions: diogz55
    1. Mitroglou é nome em cima da mesa na Luz (37 points, 18 comments)
    2. Brasileiros revelam que David Luiz quer voltar ao Benfica (23 points, 10 comments)
    3. Benfica disposto a pagar 14 milhões de euros por Dyego Sousa (4 points, 14 comments)
  8. 59 points, 1 submission: bolhass
    1. O nosso Grimaldo aqui 😃 (59 points, 15 comments)
  9. 53 points, 3 submissions: idek0k
    1. Grande jogada do Benfica ‘B’ (24 points, 1 comment)
    2. Fantástica jogada em equipa do Benfica B (17 points, 0 comments)
    3. Matías Lavaca, médio de 16 anos, assina pelo Benfica (12 points, 1 comment)
  10. 49 points, 1 submission: tuga2
    1. Lima anuncia final de carreira (49 points, 11 comments)

Top Commenters

  1. omegaxLoL (842 points, 169 comments)
  2. fidjudisomada (265 points, 39 comments)
  3. Kn0ck0uTPT (243 points, 37 comments)
  4. joap56 (234 points, 55 comments)
  5. SuperSpaghetto (220 points, 38 comments)
  6. hugosparks (213 points, 62 comments)
  7. Opera_Phantom (199 points, 19 comments)
  8. Blitzoo (176 points, 51 comments)
  9. AndersonKalista (166 points, 49 comments)
  10. tiagopr1990 (159 points, 26 comments)

Top Submissions

  1. Bernardo Silva ladies and gentleman by tcosta13 (147 points, 27 comments)
  2. Reacção de Bruno Lage ao bombo para a frente by joaorsilva (94 points, 17 comments)
  3. Eusébio da Silva Ferreira - 5 anos de saudade by joaorsilva (87 points, 4 comments)
  4. A Luz by Ssthm (78 points, 9 comments)
  5. Bernardo Silva: Sou eu que estou a precisar de óculos ou... ???? 🧐🤦🏻‍♂️ by Kn0ck0uTPT (76 points, 17 comments)
  6. Oscar Cardozo na câmara ardente de Eusébio da Silva Ferreira by joaorsilva (66 points, 13 comments)
  7. Benfica oficializa Bruno Lage como treinador by omegaxLoL (62 points, 9 comments)
  8. Bruno Lage vai continuar no Benfica até final da temporada by fidjudisomada (61 points, 12 comments)
  9. O nosso Grimaldo aqui 😃 by bolhass (59 points, 15 comments)
  10. [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA by fidjudisomada (52 points, 88 comments)

Top Comments

  1. 79 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  2. 57 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  3. 51 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  4. 51 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  5. 50 points: Opera_Phantom's comment in [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA
  6. 50 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  7. 46 points: tiagopr1990's comment in Bernardo Silva ladies and gentleman
  8. 39 points: SuperSpaghetto's comment in Oscar Cardozo na câmara ardente de Eusébio da Silva Ferreira
  9. 39 points: omegaxLoL's comment in [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA
  10. 37 points: SuperSpaghetto's comment in Bernardo Silva ladies and gentleman
Generated with BBoe's Subreddit Stats (Donate)
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2019.02.02 14:08 fidjudisomada Subreddit Stats: benfica top posts from 2019-01-02 to 2019-02-01 00:01 PDT

Period: 29.29 days
Submissions Comments
Total 182 2056
Rate (per day) 6.21 67.06
Unique Redditors 53 299
Combined Score 2577 8513

Top Submitters' Top Submissions

  1. 920 points, 95 submissions: fidjudisomada
    1. Bruno Lage vai continuar no Benfica até final da temporada (61 points, 12 comments)
    2. Golo de Grimaldo (SL Benfica [5]-1 Boavista FC, Primeira Liga 2018/9, #19) (52 points, 2 comments)
    3. [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA (52 points, 88 comments)
    4. Benfica leva adepto de 88 anos ao jogo com o Santa Clara (43 points, 10 comments)
    5. João Félix: "Se não fizer nada bem no campo, isso da cláusula é tanga" (36 points, 4 comments)
    6. [Futebol Feminino] SL Benfica 32-0 CP Pego. Este resultado é um novo recorde no futebol feminino português! (31 points, 12 comments)
    7. Luís Filipe Vieira: "Quem tem televisões à frente e não consegue julgar... não pode apostar mais". Reação do Presidente do Benfica após a meia-final da Taça da Liga marcada por graves e incompreensíveis erros de arbitragem, nomeadamente do VAR, Fábio Veríssimo. (26 points, 14 comments)
    8. Golo de Seferović (Vitória SC 0-[1] SL Benfica, Primeira Liga 2018/9, #18) (23 points, 2 comments)
    9. Golo de João Félix (Vitória SC 0-[1] SL Benfica, Taça de Portugal 2018/9, Quartos-de-final) (22 points, 0 comments)
    10. [Análise] Avassalador – Crescimento Benfiquista e Félix (Lateral Esquerdo) (21 points, 4 comments)
  2. 538 points, 15 submissions: joaorsilva
    1. Reacção de Bruno Lage ao bombo para a frente (94 points, 17 comments)
    2. Eusébio da Silva Ferreira - 5 anos de saudade (87 points, 4 comments)
    3. Oscar Cardozo na câmara ardente de Eusébio da Silva Ferreira (66 points, 13 comments)
    4. Uma pergunta surreal (51 points, 16 comments)
    5. A Taça da Liga de futsal é nossa! (50 points, 0 comments)
    6. Miki Fehér: 15 anos de saudade (46 points, 2 comments)
    7. Análise detalhada que levou a derrota de ontem (30 points, 12 comments)
    8. Benfica no Top 30 Europeu em estudo da Deloitte (29 points, 6 comments)
    9. Uma mensagem final (29 points, 48 comments)
    10. Oficial: Nico Castillo assina pelo Club América (19 points, 28 comments)
  3. 147 points, 1 submission: tcosta13
    1. Bernardo Silva ladies and gentleman (147 points, 27 comments)
  4. 106 points, 2 submissions: Kn0ck0uTPT
    1. Bernardo Silva: Sou eu que estou a precisar de óculos ou... ???? 🧐🤦🏻‍♂️ (76 points, 17 comments)
    2. Jornalista(lol) da CMTV pergunta Bruno Lage se Jonas recuperar será titular mesmo com a boa forma de Seferovic e Félix. Lage responde com isto. (30 points, 16 comments)
  5. 78 points, 1 submission: Ssthm
    1. A Luz (78 points, 9 comments)
  6. 68 points, 3 submissions: omegaxLoL
    1. Benfica oficializa Bruno Lage como treinador (62 points, 9 comments)
    2. José Mourinho revela que não vai para o Benfica (5 points, 9 comments)
    3. A BOLA - Renato Paiva na equipa B (Benfica) (1 point, 1 comment)
  7. 64 points, 3 submissions: diogz55
    1. Mitroglou é nome em cima da mesa na Luz (37 points, 18 comments)
    2. Brasileiros revelam que David Luiz quer voltar ao Benfica (23 points, 10 comments)
    3. Benfica disposto a pagar 14 milhões de euros por Dyego Sousa (4 points, 14 comments)
  8. 59 points, 1 submission: bolhass
    1. O nosso Grimaldo aqui 😃 (59 points, 15 comments)
  9. 53 points, 3 submissions: idek0k
    1. Grande jogada do Benfica ‘B’ (24 points, 1 comment)
    2. Fantástica jogada em equipa do Benfica B (17 points, 0 comments)
    3. Matías Lavaca, médio de 16 anos, assina pelo Benfica (12 points, 1 comment)
  10. 49 points, 1 submission: tuga2
    1. Lima anuncia final de carreira (49 points, 11 comments)

Top Commenters

  1. omegaxLoL (842 points, 169 comments)
  2. fidjudisomada (265 points, 39 comments)
  3. Kn0ck0uTPT (243 points, 37 comments)
  4. joap56 (234 points, 55 comments)
  5. SuperSpaghetto (220 points, 38 comments)
  6. hugosparks (213 points, 62 comments)
  7. Opera_Phantom (199 points, 19 comments)
  8. Blitzoo (176 points, 51 comments)
  9. AndersonKalista (166 points, 49 comments)
  10. tiagopr1990 (159 points, 26 comments)

Top Submissions

  1. Bernardo Silva ladies and gentleman by tcosta13 (147 points, 27 comments)
  2. Reacção de Bruno Lage ao bombo para a frente by joaorsilva (94 points, 17 comments)
  3. Eusébio da Silva Ferreira - 5 anos de saudade by joaorsilva (87 points, 4 comments)
  4. A Luz by Ssthm (78 points, 9 comments)
  5. Bernardo Silva: Sou eu que estou a precisar de óculos ou... ???? 🧐🤦🏻‍♂️ by Kn0ck0uTPT (76 points, 17 comments)
  6. Oscar Cardozo na câmara ardente de Eusébio da Silva Ferreira by joaorsilva (66 points, 13 comments)
  7. Benfica oficializa Bruno Lage como treinador by omegaxLoL (62 points, 9 comments)
  8. Bruno Lage vai continuar no Benfica até final da temporada by fidjudisomada (61 points, 12 comments)
  9. O nosso Grimaldo aqui 😃 by bolhass (59 points, 15 comments)
  10. [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA by fidjudisomada (52 points, 88 comments)

Top Comments

  1. 79 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  2. 57 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  3. 51 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  4. 51 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  5. 50 points: Opera_Phantom's comment in [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA
  6. 50 points: fidjudisomada's comment in [Inquérito] A melhor opção para substituir Rui Vitória seria...
  7. 46 points: tiagopr1990's comment in Bernardo Silva ladies and gentleman
  8. 39 points: SuperSpaghetto's comment in Oscar Cardozo na câmara ardente de Eusébio da Silva Ferreira
  9. 39 points: omegaxLoL's comment in [MEGATHREAD] RUI VITÓRIA DE SAÍDA
  10. 37 points: SuperSpaghetto's comment in Bernardo Silva ladies and gentleman
Generated with BBoe's Subreddit Stats (Donate)
submitted by fidjudisomada to subreddit_stats [link] [comments]


2018.05.05 01:26 Marcelo_CF **La casa de papel” e a sua grande lição de economia.**

“La casa de papel” é uma série televisiva espanhola que teve sua estreia em 2017 e vem fazendo muito sucesso a ponto de ter se tornado a série não falada em inglês mais vista da “Netflix”. O seu enredo pode ser resumido como um assalto à casa da moeda espanhola, feito por um grupo de oito pessoas, que não consiste em roubar o seu cofre e consequentemente seu dinheiro guardado, mas sim se apoderar do prédio por alguns dias e imprimir o próprio dinheiro.
O fato de não estarem, diretamente, roubando o dinheiro de alguém, abriu margem para que essa atitude ganhasse a aceitação dos telespectadores, os quais não tratam os protagonistas como vilões - apesar de outros graves crimes cometidos por eles no decorrer da série como agressão, tortura, estupro . No entanto, esses telespectadores - algo que é notado até mesmo na série, protagonizado pela população espanhola, que não os tratam como bandidos – não possuem noção do mal que eles estão fazendo, mal esse que, muitos governos e bancos centrais fazem à população todos os anos e, ao contrário dos protagonistas da série, não são taxados de criminosos.
Impressão de dinheiro e a inflação
A inflação é um reflexo da Lei da oferta e da demanda, pois, assim como tudo que está disponível no mercado, o dinheiro também sofre a sua ação. A Lei atua de forma que, quanto mais papel-moeda (dinheiro físico) no mercado, maior é o poder de compra das pessoas, logo, haverá uma maior demanda por produtos, os quais aumentarão de preço devido à maior procura, resultando na inflação. Isso ocorre porque o papel-moeda não possui nenhum valor agregado em comparação à quantidade de dinheiro que ele representa, portanto, se houver mais dinheiro no mercado do que deveria existir, haverá inflação, porque (citando mais uma vez a lei da oferta e demanda) ele perderá o seu valor devido a sua abundância.
As duas maiores formas de “criar dinheiro do nada” seriam através da manipulação (para baixo) da taxa de juros dos bancos ou por meio da impressão de papel-moeda não lastreado pelo banco central, sendo a segunda forma utilizada pelo grupo na série, porém, não como uma política econômica, como fazem os governos, e sim para benefício individual e do seu grupo.
Malefícios da impressão de papel-moeda
Como visto anteriormente, a impressão de dinheiro leva à inflação. No entanto, esse processo não é instantâneo e depende da circulação do dinheiro no mercado, prejudicando uma parte da população e beneficiando outra às custas da primeira. Isso ocorre pois o 1º grupo (primeiros a receberam mais dinheiro), terão a possibilidade de gastarem esse dinheiro com os preços pouco ou ainda não inflacionados, se beneficiando. Já o 2º grupo, (quem demora a receber mais dinheiro, na maioria dos casos os mais pobres) terá que gastar em preços inflacionados, sendo que ainda não receberam a maior leva de dinheiro impresso. Dessa forma, os mais pobres perderiam um pouco do seu poder de compra para o benefício de uma parcela da população.
E é exatamente isso que ocorre na série, o 1º grupo se trata do grupo do professor, que detém o dinheiro impresso e poderá gasta-lo com os preços ainda não inflacionados, prejudicando todo o resto da população europeia.
Fala do professor no oitavo episódio da segunda temporada
A grande lição dada por essa série é enunciada ao longo da passagem do tempo, mas não de forma explícita como é feita nesse episódio, no qual o professor diz:
“... No ano de 2011 o Banco Central europeu fez, do nada, 171 bilhões de euros. Do nada. Igual estamos fazendo, só que em grande estilo. 185 bilhões em 2012. 145 bilhões em 2013,..., diretamente para os mais ricos,...”
O professor nessa frase está dizendo o que Mises, Hayek, Rothbard, Friedman e tantos outros economistas disseram durante toda a sua vida, só que forma simplificada e pouco direta, não deixando claro tudo o que foi explicado nesse artigo a respeito de inflação. Por conseguinte, cabe ao telespectador fazer essa ligação, entre a impressão de dinheiro na série, as políticas econômicas estatais, a fala do professor realizando uma verdadeira denúncia a essas políticas e a inflação, para entender a gravidade da atitude de todos os assaltantes.
Conclusão
Logo, é possível concluirmos que a atitude do professor e de seu grupo foi infinitamente mais prejudicial à população do que um simples assalto a banco, pois eles não estão roubando os bens materiais de alguém, eles estão roubando o seu poder de compra, o que afeta principalmente os mais pobres, que gastam uma maior fatia do seu salário com comida, moradia, itens para higiene, etc.. Também é passível de conclusão que políticas públicas de manipulação de crédito no mercado devem ser criticadas, pois elas possuem a inflação e a diminuição do poder de compra como resultados de suas aplicações. Obrigado professor por essa lição de economia.
Marcelo Cerchi Ribeiro Filho 04/05/2018.
submitted by Marcelo_CF to brasil [link] [comments]


2018.02.15 11:16 FinnagainsAwake Catalunya: Ofensiva neofranquista - La lucha por la liberación nacional en un impasse - Por una república obrera catalana! ¡Forjar partidos leninistas-trotskistas!

https://archive.is/u5HzN
Catalunya: Ofensiva neofranquista
La lucha por la liberación nacional en un impasse
Por una república obrera catalana!
¡Forjar partidos leninistas-trotskistas!
“El esfuerzo de la nación dominante por mantener el statu quo se colorea frecuentemente de un supranacionalismo, así como el esfuerzo de un país vencedor toma la forma de pacifismo para conservar lo que ha robado”.
—León Trotsky, Historia de la Revolución Rusa (1932)
Los chovinistas que gobiernan desde Madrid y sus plumíferos no ahorran tinta para condenar el nacionalismo catalán como “anacrónico”, “reaccionario” y “xenófobo”, al tiempo que humillan a la nación oprimida catalana y pisotean sus derechos en pos de la unidad de España —es decir, de la supremacía de Castilla en su pequeña prisión de pueblos—.
Desde finales de octubre pasado, el gobierno central español, utilizando el artículo 155 de la constitución a través de una fuerza de ocupación de miles de policías, tomó el control de Catalunya, disolvió la Generalitat (el parlament y el govern catalanes), y ordenó la celebración de elecciones en Catalunya (llevadas a cabo el 21 de diciembre); encerró además en prisión a varios funcionarios catalanes —incluyendo al vicepresident, Oriol Junqueras—, otros diputados y activistas proindependencia (algunos por el “delito” de “odio”...¡a la policía!). Una unidad de la Guardia Civil, dirigida por un coronel convicto como torturador de nacionalistas vascos e indultado por el entonces presidente José María Aznar a finales de los 90, sigue buscando “puerta por puerta” a catalanes que hubieren “agredido” a la policía española el 1° de octubre. El president Carles Puigdemont, sobre quien pesa una orden de aprehensión, tuvo que exiliarse en Bélgica. El castellano ha sido reimpuesto en los hechos como única lengua oficial del gobierno local. Francisco Franco debe estar sonriendo desde el infierno.
En esta ofensiva, el Partido Popular (PP) gobernante contó con el apoyo no sólo de su apéndice Ciudadanos, sino también de los socialdemócratas del Partido Socialista Obrero Español (PSOE) y el Partit dels Socialistes de Catalunya (PSC). Este golpe de fuerza fue la respuesta de los gobernantes españoles al referéndum sobre la independencia del 1° de octubre pasado y la posterior declaración unilateral de independencia de la Generalitat catalana. La arremetida españolista envía también un mensaje a vascos y gallegos de lo que pueden esperar si luchan por su liberación.
Como oponentes irreconciliables de toda forma de explotación y opresión y combatientes por el poder obrero, los espartaquistas estamos por la independencia de Catalunya y Euskal Herria (el País Vasco), naciones que se extienden al norte de los Pirineos y se encuentran oprimidas tanto por España como por Francia. Estamos por el derecho de Galicia a la independencia y contra la continuidad del artificial y monárquico estado español: ¡Por lucha de clases contra la prisión española de pueblos! ¡Abajo la monarquía! ¡Por repúblicas obreras! Llamamos por la liberación inmediata de todos los independentistas y por el retiro de todos los cargos contra ellos, así como por la libertad de todos los nacionalistas vascos encerrados en las mazmorras de España y Francia. Estamos también por la salida incondicional de España de sus enclaves de Ceuta y Melilla en Marruecos, reliquias de la ya muy lejana “gloria” colonial española.
¡Por una vía clasista a la independencia!
Mediante estas elecciones, Rajoy y sus secuaces esperaban deshacerse de los independentistas e imponer un gobierno españolista en Catalunya. El tiro les salió por la culata: los partidos independentistas catalanes obtuvieron más del 47 por ciento de los votos y volvieron a conseguir la mayoría absoluta en el parlament —el PP obtuvo poco más del 4 por ciento y tres diputados—. Pero, como explicamos recientemente, la represión del estado español ha dejado claro que no hay esperanzas de hacer realidad la independencia catalana en el futuro inmediato (ver “España estrangula a Catalunya”, Espartaco No. 48, diciembre de 2017). La independencia no vendrá de acuerdos parlamentarios entre independentistas burgueses. Madrid está utilizando todos los medios judiciales y otros para impedir siquiera la formación de un gobierno autonómico, dentro del marco español, que no esté compuesto con partidos abiertamente españolistas. Catalunya no tiene nada que asemeje a un estado propio, sobre todo fuerzas armadas, para resistir los embates castellanos. La burguesía catalana ha demostrado con creces su impotencia, y ahora procura un pacto con Madrid para regresar a alguna versión del statu quo.
Madrid no escatimará el uso de la fuerza bruta para impedir la independencia de Catalunya, la cual daría además un enorme impulso a la lucha por la liberación nacional en Euskal Herria y Galicia. Y los gobernantes españoles cuentan con el apoyo decidido de Francia tanto como de la Unión Europea (UE) imperialista, dado que el desmembramiento de España amenazaría con la implosión de este conglomerado, una de cuyas principales funciones es precisamente pisotear la soberanía nacional de los países europeos más pobres para beneficio de los imperialistas, centralmente de Alemania y Francia.
Hay una fuerza capaz de dar realidad a la liberación nacional, venciendo a todos estos enemigos de la emancipación de Catalunya: es la clase obrera, a través de la movilización de su enorme poder social. Sin embargo, el proletariado catalán no ha dado muestras significativas de lucha independiente, y en cambio está dividido entre chovinistas y nacionalistas burgueses.
C’s, recambio neofranquista
Aunque los vetustos herederos del Generalísimo sufrieron una buena derrota electoral, sus aprendices, conocidos en Catalunya como Ciutadans (C’s), fueron la organización más votada, con un cuarto de los votos, obtenidos sobre todo en Barcelona y sus suburbios obreros, antiguamente dominados por el PSC. El que un sector significativo de la clase obrera catalana apoye hoy a los chovinistas burgueses de C’s es un testimonio de las traiciones del PSOE-PSC, pilares del orden capitalista español y leales súbditos del rey (en el trono por obra y gracia de Franco).
El voto obrero por C’s no cambia en nada nuestra posición por la independencia de Catalunya. Por un lado, este voto refleja el temor, propagado por Madrid, de que la independencia traería consigo el cierre masivo de empresas en Catalunya. Por el otro, refleja el que buena parte de la clase obrera catalana ha estado formada históricamente por inmigrantes de otras partes de España, donde —en buena medida gracias a décadas de esfuerzos de los pérfidos socialdemócratas y estalinistas— el chovinismo anticatalán está muy arraigado en el proletariado.
Lenin forjó al partido bolchevique en la lucha contra el chovinismo granruso, en apoyo a las luchas de liberación nacional en la prisión de pueblos zarista como fuerzas motrices de la revolución socialista. En Ucrania, las ciudades —donde se concentraba la clase obrera— eran mayoritariamente de habla rusa, islotes en un mar ucraniano. Tras la Revolución de Octubre, en medio de la Guerra Civil, muchos obreros e incluso bolcheviques de habla rusa se oponían a la independencia de la Ucrania soviética; Lenin escribió:
“Nosotros, los comunistas granrusos, debemos reprimir rigurosamente la menor manifestación de nacionalismo granruso que surja entre nosotros, pues esas manifestaciones, que son en general una traición al comunismo, causan un daño enorme, al separarnos de los camaradas ucranianos, y con ello hacen el juego a Denikin [general contrarrevolucionario] y a su régimen”.
—“Carta a los obreros y campesinos de Ucrania con motivo de las victorias sobre Denikin” (diciembre de 1919)
Lo que el repunte de C’s en Catalunya subraya es la necesidad de una lucha sin cuartel contra la opresión de las minorías nacionales en todo el estado español, opresión que mantiene dividido al proletariado. El chovinismo castellano actúa como cemento ideológico para atar a la clase obrera a sus gobernantes capitalistas: está en el interés del proletariado de toda España el luchar por la independencia de Catalunya y Euskal Herria, y por el derecho a la autodeterminación de Galicia, como parte integral de la lucha por su propia emancipación social.
¡Ningún apoyo a la burguesía catalana!
Nuestro programa revolucionario se basa en la independencia política del movimiento obrero. Apoyamos el “sí” en el referéndum del 1° de octubre —una aplicación elemental de nuestra línea por la independencia catalana—, pero no apoyamos a ninguna de las fuerzas contendientes en las elecciones recientes. El PSOE y el PSC —partidos obrero-burgueses, es decir, basados en la clase obrera pero cuyos programa y dirigencia son proburgueses—, están unidos con las dos variantes neofranquistas en el chovinismo anticatalán, incluyendo en cuanto a la aplicación del artículo 155. Votar por los socialdemócratas habría sido una traición a la clase obrera y a la lucha por la emancipación del pueblo catalán. Por otro lado, los genuinos marxistas no damos nunca un ápice de apoyo político, como una cuestión de principios, a fuerzas ajenas al proletariado. Los partidos independentistas como el derechista Partit Demòcrata Europeu Català (PDeCAT) de Puigdemont y la Esquerra Republicana de Junqueras pertenecen a la burguesía, es decir, al enemigo de clase. La Candidatura d’Unitat Popular (CUP) es también una formación burguesa a remolque de sus hermanos mayores, comprometida al mantenimiento del capitalismo (pese al engañoso mote de “anticapitalistas”).
Los populistas burgueses de Catalunya en Comú-Podem (una coalición que incluye a los socios catalanes de Podemos) son vulgares chovinistas castellanos con retórica democratizante: Podemos recientemente equiparó el referéndum independentista y la aplicación del artículo 155 como igualmente antidemocráticos, al tiempo que denuncia como “ilegítima” cualquier declaración unilateral de independencia.
En contraposición a todas estas fuerzas, los espartaquistas luchamos por forjar partidos leninistas-trotskistas tribunos del pueblo, que inculquen en la clase obrera la hostilidad irreconciliable a todos los explotadores capitalistas y la conciencia de su misión histórica al frente de todos los oprimidos.
Seudotrotskistas cruzan la línea de clases
Los autoproclamados trotskistas de Izquierda Revolucionaria (IR), sección del Comité por una Internacional de los Trabajadores basado en Gran Bretaña, llamaron a “derrotar al PP, Ciudadanos y PSC-PSOE” en las elecciones, un llamado a votar por cualquiera de las demás fuerzas, todas capitalistas (izquierdarevolucionaria.net, 30 de noviembre). IR cruza la línea de clases con mucha facilidad; lo que le cuesta más trabajo es dejar atrás su chovinismo. Hasta hace unos meses, denunciaba la lucha por la independencia de Catalunya y Euskal Herria como contrapuesta al “socialismo”, al que se llegaría mediante los buenos servicios de Podemos (ver “¡Por lucha de clases contra la prisión española de los pueblos!”, suplemento de Espartaco, abril de 2017). Presionada por las masas catalanas en las calles, no fue sino hasta la víspera —literalmente— del referéndum del pasado 1° de octubre que IR finalmente llamó a votar “sí”, un llamado de dientes para afuera.
El programa máximo de IR se expresa en la consigna por una “república socialista federal” española, en la que a priori quisiera mantener encerrados a catalanes, vascos y gallegos; y su supuesta “república socialista” vendrá de la mano de chovinistas burgueses: IR aún promueve en España “un frente unitario de la izquierda que lucha contra el régimen del 78” en el que incluye a Podem; en Francia están enterrados en el partido del anticatalán Jean-Luc Mélenchon.
Similarmente, con un pie en cada bando y nulo apego a los principios marxistas se encuentra la Corriente Revolucionaria de Trabajadores y Trabajadoras (CRT), sección de la Fracción Trotskista-Cuarta Internacional centada en la Argentina. La CRT llamó por la abstención en el referéndum de octubre, aclarando que “ni somos independentistas ni compartimos el proyecto de república y proceso constituyente que propone Junts pel Sí [antigua coalición entre el PDeCAT y la Esquerra] y la CUP” (laizquierdadiario.es, septiembre de 2017). Pero nada de esto, ni el carácter de clase burgués de la CUP, obstó para que tres meses después la CRT llamara a votar...¡por la misma CUP! (izquierdadiario.es, diciembre de 2017).
Al “proyecto de república y proceso constituyente” capitalista de la CUP, la CRT replica: “...la lucha por la república no puede separarse de la lucha por su contenido social, es decir, qué clase es la que detenta el poder político. Por ello luchamos por un proceso constituyente verdaderamente libre y soberano...” (idem). La misma gata, pero revolcada: la consigna por una asamblea constituyente es un llamado por un gobierno capitalista. La clase obrera no detentará el poder político a través de las instituciones de la democracia burguesa, sino a través de la revolución socialista dirigida por un partido obrero revolucionario; una revolución que destruya todo el aparato estatal capitalista tanto como a las instituciones de la democracia para los ricos, remplazándolas con los soviets proletarios. Es para realizar esta perspectiva que trabajamos los genuinos trotskistas.
Grupo Espartaquista de México
http://www.icl-fi.org/espanol/leaflets/2018-catalunya.html
submitted by FinnagainsAwake to WorkersVanguard [link] [comments]


2018.01.30 01:00 FinnagainsAwake Catalunya: Ofensiva neofranquista - La lucha por la liberación nacional en un impasse - Por una república obrera catalana! ¡Forjar partidos leninistas-trotskistas!

https://archive.is/u5HzN
Catalunya: Ofensiva neofranquista
La lucha por la liberación nacional en un impasse
Por una república obrera catalana!
¡Forjar partidos leninistas-trotskistas!
“El esfuerzo de la nación dominante por mantener el statu quo se colorea frecuentemente de un supranacionalismo, así como el esfuerzo de un país vencedor toma la forma de pacifismo para conservar lo que ha robado”.
—León Trotsky, Historia de la Revolución Rusa (1932)
Los chovinistas que gobiernan desde Madrid y sus plumíferos no ahorran tinta para condenar el nacionalismo catalán como “anacrónico”, “reaccionario” y “xenófobo”, al tiempo que humillan a la nación oprimida catalana y pisotean sus derechos en pos de la unidad de España —es decir, de la supremacía de Castilla en su pequeña prisión de pueblos—.
Desde finales de octubre pasado, el gobierno central español, utilizando el artículo 155 de la constitución a través de una fuerza de ocupación de miles de policías, tomó el control de Catalunya, disolvió la Generalitat (el parlament y el govern catalanes), y ordenó la celebración de elecciones en Catalunya (llevadas a cabo el 21 de diciembre); encerró además en prisión a varios funcionarios catalanes —incluyendo al vicepresident, Oriol Junqueras—, otros diputados y activistas proindependencia (algunos por el “delito” de “odio”...¡a la policía!). Una unidad de la Guardia Civil, dirigida por un coronel convicto como torturador de nacionalistas vascos e indultado por el entonces presidente José María Aznar a finales de los 90, sigue buscando “puerta por puerta” a catalanes que hubieren “agredido” a la policía española el 1° de octubre. El president Carles Puigdemont, sobre quien pesa una orden de aprehensión, tuvo que exiliarse en Bélgica. El castellano ha sido reimpuesto en los hechos como única lengua oficial del gobierno local. Francisco Franco debe estar sonriendo desde el infierno.
En esta ofensiva, el Partido Popular (PP) gobernante contó con el apoyo no sólo de su apéndice Ciudadanos, sino también de los socialdemócratas del Partido Socialista Obrero Español (PSOE) y el Partit dels Socialistes de Catalunya (PSC). Este golpe de fuerza fue la respuesta de los gobernantes españoles al referéndum sobre la independencia del 1° de octubre pasado y la posterior declaración unilateral de independencia de la Generalitat catalana. La arremetida españolista envía también un mensaje a vascos y gallegos de lo que pueden esperar si luchan por su liberación.
Como oponentes irreconciliables de toda forma de explotación y opresión y combatientes por el poder obrero, los espartaquistas estamos por la independencia de Catalunya y Euskal Herria (el País Vasco), naciones que se extienden al norte de los Pirineos y se encuentran oprimidas tanto por España como por Francia. Estamos por el derecho de Galicia a la independencia y contra la continuidad del artificial y monárquico estado español: ¡Por lucha de clases contra la prisión española de pueblos! ¡Abajo la monarquía! ¡Por repúblicas obreras! Llamamos por la liberación inmediata de todos los independentistas y por el retiro de todos los cargos contra ellos, así como por la libertad de todos los nacionalistas vascos encerrados en las mazmorras de España y Francia. Estamos también por la salida incondicional de España de sus enclaves de Ceuta y Melilla en Marruecos, reliquias de la ya muy lejana “gloria” colonial española.
¡Por una vía clasista a la independencia!
Mediante estas elecciones, Rajoy y sus secuaces esperaban deshacerse de los independentistas e imponer un gobierno españolista en Catalunya. El tiro les salió por la culata: los partidos independentistas catalanes obtuvieron más del 47 por ciento de los votos y volvieron a conseguir la mayoría absoluta en el parlament —el PP obtuvo poco más del 4 por ciento y tres diputados—. Pero, como explicamos recientemente, la represión del estado español ha dejado claro que no hay esperanzas de hacer realidad la independencia catalana en el futuro inmediato (ver “España estrangula a Catalunya”, Espartaco No. 48, diciembre de 2017). La independencia no vendrá de acuerdos parlamentarios entre independentistas burgueses. Madrid está utilizando todos los medios judiciales y otros para impedir siquiera la formación de un gobierno autonómico, dentro del marco español, que no esté compuesto con partidos abiertamente españolistas. Catalunya no tiene nada que asemeje a un estado propio, sobre todo fuerzas armadas, para resistir los embates castellanos. La burguesía catalana ha demostrado con creces su impotencia, y ahora procura un pacto con Madrid para regresar a alguna versión del statu quo.
Madrid no escatimará el uso de la fuerza bruta para impedir la independencia de Catalunya, la cual daría además un enorme impulso a la lucha por la liberación nacional en Euskal Herria y Galicia. Y los gobernantes españoles cuentan con el apoyo decidido de Francia tanto como de la Unión Europea (UE) imperialista, dado que el desmembramiento de España amenazaría con la implosión de este conglomerado, una de cuyas principales funciones es precisamente pisotear la soberanía nacional de los países europeos más pobres para beneficio de los imperialistas, centralmente de Alemania y Francia.
Hay una fuerza capaz de dar realidad a la liberación nacional, venciendo a todos estos enemigos de la emancipación de Catalunya: es la clase obrera, a través de la movilización de su enorme poder social. Sin embargo, el proletariado catalán no ha dado muestras significativas de lucha independiente, y en cambio está dividido entre chovinistas y nacionalistas burgueses.
C’s, recambio neofranquista
Aunque los vetustos herederos del Generalísimo sufrieron una buena derrota electoral, sus aprendices, conocidos en Catalunya como Ciutadans (C’s), fueron la organización más votada, con un cuarto de los votos, obtenidos sobre todo en Barcelona y sus suburbios obreros, antiguamente dominados por el PSC. El que un sector significativo de la clase obrera catalana apoye hoy a los chovinistas burgueses de C’s es un testimonio de las traiciones del PSOE-PSC, pilares del orden capitalista español y leales súbditos del rey (en el trono por obra y gracia de Franco).
El voto obrero por C’s no cambia en nada nuestra posición por la independencia de Catalunya. Por un lado, este voto refleja el temor, propagado por Madrid, de que la independencia traería consigo el cierre masivo de empresas en Catalunya. Por el otro, refleja el que buena parte de la clase obrera catalana ha estado formada históricamente por inmigrantes de otras partes de España, donde —en buena medida gracias a décadas de esfuerzos de los pérfidos socialdemócratas y estalinistas— el chovinismo anticatalán está muy arraigado en el proletariado.
Lenin forjó al partido bolchevique en la lucha contra el chovinismo granruso, en apoyo a las luchas de liberación nacional en la prisión de pueblos zarista como fuerzas motrices de la revolución socialista. En Ucrania, las ciudades —donde se concentraba la clase obrera— eran mayoritariamente de habla rusa, islotes en un mar ucraniano. Tras la Revolución de Octubre, en medio de la Guerra Civil, muchos obreros e incluso bolcheviques de habla rusa se oponían a la independencia de la Ucrania soviética; Lenin escribió:
“Nosotros, los comunistas granrusos, debemos reprimir rigurosamente la menor manifestación de nacionalismo granruso que surja entre nosotros, pues esas manifestaciones, que son en general una traición al comunismo, causan un daño enorme, al separarnos de los camaradas ucranianos, y con ello hacen el juego a Denikin [general contrarrevolucionario] y a su régimen”.
—“Carta a los obreros y campesinos de Ucrania con motivo de las victorias sobre Denikin” (diciembre de 1919)
Lo que el repunte de C’s en Catalunya subraya es la necesidad de una lucha sin cuartel contra la opresión de las minorías nacionales en todo el estado español, opresión que mantiene dividido al proletariado. El chovinismo castellano actúa como cemento ideológico para atar a la clase obrera a sus gobernantes capitalistas: está en el interés del proletariado de toda España el luchar por la independencia de Catalunya y Euskal Herria, y por el derecho a la autodeterminación de Galicia, como parte integral de la lucha por su propia emancipación social.
¡Ningún apoyo a la burguesía catalana!
Nuestro programa revolucionario se basa en la independencia política del movimiento obrero. Apoyamos el “sí” en el referéndum del 1° de octubre —una aplicación elemental de nuestra línea por la independencia catalana—, pero no apoyamos a ninguna de las fuerzas contendientes en las elecciones recientes. El PSOE y el PSC —partidos obrero-burgueses, es decir, basados en la clase obrera pero cuyos programa y dirigencia son proburgueses—, están unidos con las dos variantes neofranquistas en el chovinismo anticatalán, incluyendo en cuanto a la aplicación del artículo 155. Votar por los socialdemócratas habría sido una traición a la clase obrera y a la lucha por la emancipación del pueblo catalán. Por otro lado, los genuinos marxistas no damos nunca un ápice de apoyo político, como una cuestión de principios, a fuerzas ajenas al proletariado. Los partidos independentistas como el derechista Partit Demòcrata Europeu Català (PDeCAT) de Puigdemont y la Esquerra Republicana de Junqueras pertenecen a la burguesía, es decir, al enemigo de clase. La Candidatura d’Unitat Popular (CUP) es también una formación burguesa a remolque de sus hermanos mayores, comprometida al mantenimiento del capitalismo (pese al engañoso mote de “anticapitalistas”).
Los populistas burgueses de Catalunya en Comú-Podem (una coalición que incluye a los socios catalanes de Podemos) son vulgares chovinistas castellanos con retórica democratizante: Podemos recientemente equiparó el referéndum independentista y la aplicación del artículo 155 como igualmente antidemocráticos, al tiempo que denuncia como “ilegítima” cualquier declaración unilateral de independencia.
En contraposición a todas estas fuerzas, los espartaquistas luchamos por forjar partidos leninistas-trotskistas tribunos del pueblo, que inculquen en la clase obrera la hostilidad irreconciliable a todos los explotadores capitalistas y la conciencia de su misión histórica al frente de todos los oprimidos.
Seudotrotskistas cruzan la línea de clases
Los autoproclamados trotskistas de Izquierda Revolucionaria (IR), sección del Comité por una Internacional de los Trabajadores basado en Gran Bretaña, llamaron a “derrotar al PP, Ciudadanos y PSC-PSOE” en las elecciones, un llamado a votar por cualquiera de las demás fuerzas, todas capitalistas (izquierdarevolucionaria.net, 30 de noviembre). IR cruza la línea de clases con mucha facilidad; lo que le cuesta más trabajo es dejar atrás su chovinismo. Hasta hace unos meses, denunciaba la lucha por la independencia de Catalunya y Euskal Herria como contrapuesta al “socialismo”, al que se llegaría mediante los buenos servicios de Podemos (ver “¡Por lucha de clases contra la prisión española de los pueblos!”, suplemento de Espartaco, abril de 2017). Presionada por las masas catalanas en las calles, no fue sino hasta la víspera —literalmente— del referéndum del pasado 1° de octubre que IR finalmente llamó a votar “sí”, un llamado de dientes para afuera.
El programa máximo de IR se expresa en la consigna por una “república socialista federal” española, en la que a priori quisiera mantener encerrados a catalanes, vascos y gallegos; y su supuesta “república socialista” vendrá de la mano de chovinistas burgueses: IR aún promueve en España “un frente unitario de la izquierda que lucha contra el régimen del 78” en el que incluye a Podem; en Francia están enterrados en el partido del anticatalán Jean-Luc Mélenchon.
Similarmente, con un pie en cada bando y nulo apego a los principios marxistas se encuentra la Corriente Revolucionaria de Trabajadores y Trabajadoras (CRT), sección de la Fracción Trotskista-Cuarta Internacional centada en la Argentina. La CRT llamó por la abstención en el referéndum de octubre, aclarando que “ni somos independentistas ni compartimos el proyecto de república y proceso constituyente que propone Junts pel Sí [antigua coalición entre el PDeCAT y la Esquerra] y la CUP” (laizquierdadiario.es, septiembre de 2017). Pero nada de esto, ni el carácter de clase burgués de la CUP, obstó para que tres meses después la CRT llamara a votar...¡por la misma CUP! (izquierdadiario.es, diciembre de 2017).
Al “proyecto de república y proceso constituyente” capitalista de la CUP, la CRT replica: “...la lucha por la república no puede separarse de la lucha por su contenido social, es decir, qué clase es la que detenta el poder político. Por ello luchamos por un proceso constituyente verdaderamente libre y soberano...” (idem). La misma gata, pero revolcada: la consigna por una asamblea constituyente es un llamado por un gobierno capitalista. La clase obrera no detentará el poder político a través de las instituciones de la democracia burguesa, sino a través de la revolución socialista dirigida por un partido obrero revolucionario; una revolución que destruya todo el aparato estatal capitalista tanto como a las instituciones de la democracia para los ricos, remplazándolas con los soviets proletarios. Es para realizar esta perspectiva que trabajamos los genuinos trotskistas.
Grupo Espartaquista de México
http://www.icl-fi.org/espanol/leaflets/2018-catalunya.html
submitted by FinnagainsAwake to CommunismAnarchy [link] [comments]


2018.01.30 00:55 FinnagainsAwake Catalunya: Ofensiva neofranquista - La lucha por la liberación nacional en un impasse - Por una república obrera catalana! ¡Forjar partidos leninistas-trotskistas!

https://archive.is/u5HzN
Catalunya: Ofensiva neofranquista
La lucha por la liberación nacional en un impasse
Por una república obrera catalana!
¡Forjar partidos leninistas-trotskistas!
“El esfuerzo de la nación dominante por mantener el statu quo se colorea frecuentemente de un supranacionalismo, así como el esfuerzo de un país vencedor toma la forma de pacifismo para conservar lo que ha robado”.
—León Trotsky, Historia de la Revolución Rusa (1932)
Los chovinistas que gobiernan desde Madrid y sus plumíferos no ahorran tinta para condenar el nacionalismo catalán como “anacrónico”, “reaccionario” y “xenófobo”, al tiempo que humillan a la nación oprimida catalana y pisotean sus derechos en pos de la unidad de España —es decir, de la supremacía de Castilla en su pequeña prisión de pueblos—.
Desde finales de octubre pasado, el gobierno central español, utilizando el artículo 155 de la constitución a través de una fuerza de ocupación de miles de policías, tomó el control de Catalunya, disolvió la Generalitat (el parlament y el govern catalanes), y ordenó la celebración de elecciones en Catalunya (llevadas a cabo el 21 de diciembre); encerró además en prisión a varios funcionarios catalanes —incluyendo al vicepresident, Oriol Junqueras—, otros diputados y activistas proindependencia (algunos por el “delito” de “odio”...¡a la policía!). Una unidad de la Guardia Civil, dirigida por un coronel convicto como torturador de nacionalistas vascos e indultado por el entonces presidente José María Aznar a finales de los 90, sigue buscando “puerta por puerta” a catalanes que hubieren “agredido” a la policía española el 1° de octubre. El president Carles Puigdemont, sobre quien pesa una orden de aprehensión, tuvo que exiliarse en Bélgica. El castellano ha sido reimpuesto en los hechos como única lengua oficial del gobierno local. Francisco Franco debe estar sonriendo desde el infierno.
En esta ofensiva, el Partido Popular (PP) gobernante contó con el apoyo no sólo de su apéndice Ciudadanos, sino también de los socialdemócratas del Partido Socialista Obrero Español (PSOE) y el Partit dels Socialistes de Catalunya (PSC). Este golpe de fuerza fue la respuesta de los gobernantes españoles al referéndum sobre la independencia del 1° de octubre pasado y la posterior declaración unilateral de independencia de la Generalitat catalana. La arremetida españolista envía también un mensaje a vascos y gallegos de lo que pueden esperar si luchan por su liberación.
Como oponentes irreconciliables de toda forma de explotación y opresión y combatientes por el poder obrero, los espartaquistas estamos por la independencia de Catalunya y Euskal Herria (el País Vasco), naciones que se extienden al norte de los Pirineos y se encuentran oprimidas tanto por España como por Francia. Estamos por el derecho de Galicia a la independencia y contra la continuidad del artificial y monárquico estado español: ¡Por lucha de clases contra la prisión española de pueblos! ¡Abajo la monarquía! ¡Por repúblicas obreras! Llamamos por la liberación inmediata de todos los independentistas y por el retiro de todos los cargos contra ellos, así como por la libertad de todos los nacionalistas vascos encerrados en las mazmorras de España y Francia. Estamos también por la salida incondicional de España de sus enclaves de Ceuta y Melilla en Marruecos, reliquias de la ya muy lejana “gloria” colonial española.
¡Por una vía clasista a la independencia!
Mediante estas elecciones, Rajoy y sus secuaces esperaban deshacerse de los independentistas e imponer un gobierno españolista en Catalunya. El tiro les salió por la culata: los partidos independentistas catalanes obtuvieron más del 47 por ciento de los votos y volvieron a conseguir la mayoría absoluta en el parlament —el PP obtuvo poco más del 4 por ciento y tres diputados—. Pero, como explicamos recientemente, la represión del estado español ha dejado claro que no hay esperanzas de hacer realidad la independencia catalana en el futuro inmediato (ver “España estrangula a Catalunya”, Espartaco No. 48, diciembre de 2017). La independencia no vendrá de acuerdos parlamentarios entre independentistas burgueses. Madrid está utilizando todos los medios judiciales y otros para impedir siquiera la formación de un gobierno autonómico, dentro del marco español, que no esté compuesto con partidos abiertamente españolistas. Catalunya no tiene nada que asemeje a un estado propio, sobre todo fuerzas armadas, para resistir los embates castellanos. La burguesía catalana ha demostrado con creces su impotencia, y ahora procura un pacto con Madrid para regresar a alguna versión del statu quo.
Madrid no escatimará el uso de la fuerza bruta para impedir la independencia de Catalunya, la cual daría además un enorme impulso a la lucha por la liberación nacional en Euskal Herria y Galicia. Y los gobernantes españoles cuentan con el apoyo decidido de Francia tanto como de la Unión Europea (UE) imperialista, dado que el desmembramiento de España amenazaría con la implosión de este conglomerado, una de cuyas principales funciones es precisamente pisotear la soberanía nacional de los países europeos más pobres para beneficio de los imperialistas, centralmente de Alemania y Francia.
Hay una fuerza capaz de dar realidad a la liberación nacional, venciendo a todos estos enemigos de la emancipación de Catalunya: es la clase obrera, a través de la movilización de su enorme poder social. Sin embargo, el proletariado catalán no ha dado muestras significativas de lucha independiente, y en cambio está dividido entre chovinistas y nacionalistas burgueses.
C’s, recambio neofranquista
Aunque los vetustos herederos del Generalísimo sufrieron una buena derrota electoral, sus aprendices, conocidos en Catalunya como Ciutadans (C’s), fueron la organización más votada, con un cuarto de los votos, obtenidos sobre todo en Barcelona y sus suburbios obreros, antiguamente dominados por el PSC. El que un sector significativo de la clase obrera catalana apoye hoy a los chovinistas burgueses de C’s es un testimonio de las traiciones del PSOE-PSC, pilares del orden capitalista español y leales súbditos del rey (en el trono por obra y gracia de Franco).
El voto obrero por C’s no cambia en nada nuestra posición por la independencia de Catalunya. Por un lado, este voto refleja el temor, propagado por Madrid, de que la independencia traería consigo el cierre masivo de empresas en Catalunya. Por el otro, refleja el que buena parte de la clase obrera catalana ha estado formada históricamente por inmigrantes de otras partes de España, donde —en buena medida gracias a décadas de esfuerzos de los pérfidos socialdemócratas y estalinistas— el chovinismo anticatalán está muy arraigado en el proletariado.
Lenin forjó al partido bolchevique en la lucha contra el chovinismo granruso, en apoyo a las luchas de liberación nacional en la prisión de pueblos zarista como fuerzas motrices de la revolución socialista. En Ucrania, las ciudades —donde se concentraba la clase obrera— eran mayoritariamente de habla rusa, islotes en un mar ucraniano. Tras la Revolución de Octubre, en medio de la Guerra Civil, muchos obreros e incluso bolcheviques de habla rusa se oponían a la independencia de la Ucrania soviética; Lenin escribió:
“Nosotros, los comunistas granrusos, debemos reprimir rigurosamente la menor manifestación de nacionalismo granruso que surja entre nosotros, pues esas manifestaciones, que son en general una traición al comunismo, causan un daño enorme, al separarnos de los camaradas ucranianos, y con ello hacen el juego a Denikin [general contrarrevolucionario] y a su régimen”.
—“Carta a los obreros y campesinos de Ucrania con motivo de las victorias sobre Denikin” (diciembre de 1919)
Lo que el repunte de C’s en Catalunya subraya es la necesidad de una lucha sin cuartel contra la opresión de las minorías nacionales en todo el estado español, opresión que mantiene dividido al proletariado. El chovinismo castellano actúa como cemento ideológico para atar a la clase obrera a sus gobernantes capitalistas: está en el interés del proletariado de toda España el luchar por la independencia de Catalunya y Euskal Herria, y por el derecho a la autodeterminación de Galicia, como parte integral de la lucha por su propia emancipación social.
¡Ningún apoyo a la burguesía catalana!
Nuestro programa revolucionario se basa en la independencia política del movimiento obrero. Apoyamos el “sí” en el referéndum del 1° de octubre —una aplicación elemental de nuestra línea por la independencia catalana—, pero no apoyamos a ninguna de las fuerzas contendientes en las elecciones recientes. El PSOE y el PSC —partidos obrero-burgueses, es decir, basados en la clase obrera pero cuyos programa y dirigencia son proburgueses—, están unidos con las dos variantes neofranquistas en el chovinismo anticatalán, incluyendo en cuanto a la aplicación del artículo 155. Votar por los socialdemócratas habría sido una traición a la clase obrera y a la lucha por la emancipación del pueblo catalán. Por otro lado, los genuinos marxistas no damos nunca un ápice de apoyo político, como una cuestión de principios, a fuerzas ajenas al proletariado. Los partidos independentistas como el derechista Partit Demòcrata Europeu Català (PDeCAT) de Puigdemont y la Esquerra Republicana de Junqueras pertenecen a la burguesía, es decir, al enemigo de clase. La Candidatura d’Unitat Popular (CUP) es también una formación burguesa a remolque de sus hermanos mayores, comprometida al mantenimiento del capitalismo (pese al engañoso mote de “anticapitalistas”).
Los populistas burgueses de Catalunya en Comú-Podem (una coalición que incluye a los socios catalanes de Podemos) son vulgares chovinistas castellanos con retórica democratizante: Podemos recientemente equiparó el referéndum independentista y la aplicación del artículo 155 como igualmente antidemocráticos, al tiempo que denuncia como “ilegítima” cualquier declaración unilateral de independencia.
En contraposición a todas estas fuerzas, los espartaquistas luchamos por forjar partidos leninistas-trotskistas tribunos del pueblo, que inculquen en la clase obrera la hostilidad irreconciliable a todos los explotadores capitalistas y la conciencia de su misión histórica al frente de todos los oprimidos.
Seudotrotskistas cruzan la línea de clases
Los autoproclamados trotskistas de Izquierda Revolucionaria (IR), sección del Comité por una Internacional de los Trabajadores basado en Gran Bretaña, llamaron a “derrotar al PP, Ciudadanos y PSC-PSOE” en las elecciones, un llamado a votar por cualquiera de las demás fuerzas, todas capitalistas (izquierdarevolucionaria.net, 30 de noviembre). IR cruza la línea de clases con mucha facilidad; lo que le cuesta más trabajo es dejar atrás su chovinismo. Hasta hace unos meses, denunciaba la lucha por la independencia de Catalunya y Euskal Herria como contrapuesta al “socialismo”, al que se llegaría mediante los buenos servicios de Podemos (ver “¡Por lucha de clases contra la prisión española de los pueblos!”, suplemento de Espartaco, abril de 2017). Presionada por las masas catalanas en las calles, no fue sino hasta la víspera —literalmente— del referéndum del pasado 1° de octubre que IR finalmente llamó a votar “sí”, un llamado de dientes para afuera.
El programa máximo de IR se expresa en la consigna por una “república socialista federal” española, en la que a priori quisiera mantener encerrados a catalanes, vascos y gallegos; y su supuesta “república socialista” vendrá de la mano de chovinistas burgueses: IR aún promueve en España “un frente unitario de la izquierda que lucha contra el régimen del 78” en el que incluye a Podem; en Francia están enterrados en el partido del anticatalán Jean-Luc Mélenchon.
Similarmente, con un pie en cada bando y nulo apego a los principios marxistas se encuentra la Corriente Revolucionaria de Trabajadores y Trabajadoras (CRT), sección de la Fracción Trotskista-Cuarta Internacional centada en la Argentina. La CRT llamó por la abstención en el referéndum de octubre, aclarando que “ni somos independentistas ni compartimos el proyecto de república y proceso constituyente que propone Junts pel Sí [antigua coalición entre el PDeCAT y la Esquerra] y la CUP” (laizquierdadiario.es, septiembre de 2017). Pero nada de esto, ni el carácter de clase burgués de la CUP, obstó para que tres meses después la CRT llamara a votar...¡por la misma CUP! (izquierdadiario.es, diciembre de 2017).
Al “proyecto de república y proceso constituyente” capitalista de la CUP, la CRT replica: “...la lucha por la república no puede separarse de la lucha por su contenido social, es decir, qué clase es la que detenta el poder político. Por ello luchamos por un proceso constituyente verdaderamente libre y soberano...” (idem). La misma gata, pero revolcada: la consigna por una asamblea constituyente es un llamado por un gobierno capitalista. La clase obrera no detentará el poder político a través de las instituciones de la democracia burguesa, sino a través de la revolución socialista dirigida por un partido obrero revolucionario; una revolución que destruya todo el aparato estatal capitalista tanto como a las instituciones de la democracia para los ricos, remplazándolas con los soviets proletarios. Es para realizar esta perspectiva que trabajamos los genuinos trotskistas.
Grupo Espartaquista de México
http://www.icl-fi.org/espanol/leaflets/2018-catalunya.html
submitted by FinnagainsAwake to WorkersVanguard2 [link] [comments]


2017.12.04 23:44 fidjudisomada [Pre-Match Thread] UEFA Champions League 2017/18, 6.ª Jornada: SL Benfica vs. FC Basel 1893

Sport Lisboa e Benfica vs. Fussball Club Basel 1893

UEFA Champions League 2017/18, 6.ª Jornada

Transmissão

Antevisão

Um golo tardio na quinta jornada do Grupo A valeu uma vitória histórica que manteve o FC Basel 1893 na luta pelo apuramento para a fase a eliminar da UEFA Champions League, cuja conclusão acontece com a visita ao terreno do SL Benfica, ainda não sem qualquer ponto somado.
  • Michael Lang marcou, aos 89 minutos, o golo que deu a vitória do campeão suíço sobre o líder Manchester United FC na jornada anterior e deixou o Basileia com nove pontos, os mesmos do que PFC CSKA Moskva, e a três do United.
  • Isso significa que o Basileia apura-se se fizer melhor resultado do que o CSKA na visita ao United, ou se ambos empatarem, já que tem vantagem no confronto directo. Se CSKA e Basileia vencerem, os dois primeiros classificados serão decididos num confronto directo a três e nesse caso o Basileia segue em frente a menos que o CSKA ganhe por uma diferença entre três a seis golos inclusive.
  • O Benfica, que sofreu a sua maior derrota na UEFA Champions League ao perder por 5-0 em Basileia, na segunda ronda – e igualmente a maior vitória do conjunto suíço na competição –, vai terminar no quarto lugar.

Confrontos anteriores

  • As duas formações também ficaram colocadas no mesmo grupo na edição de 2011/12 e o Benfica levou vantagem ao somar quatro pontos nos dois jogos.
  • Golos de Bruno César (20) e Óscar Cardozo (75) em cada parte permitiram ao Benfica somar três pontos em Basileia na terceira jornada, apesar de Emerson ter sido expulso aos 86 minutos com o segundo cartão amarelo.
  • Duas semanas depois, o jogo em Lisboa terminou empatado 1-1. Rodrigo colocou o Benfica em vantagem aos quatro minutos, mas Benjamin Huggel (64) deu um ponto ao Basileia.
  • As equipas no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, a 2 de Novembro de 2011, foram as seguintes: Benfica: Artur, Luisão, Bruno César, Garay, Maxi Pereira, Luís Martins (Miguel Vítor 64), Witsel, Matić, Aimar (Cardozo 73), Gaitán (Nolito 82), Rodrigo. Basileia: Sommer, Park, Dragović, Abraham, Steinhöfer, G Xhaka (Cabral 81), Huggel, Chipperfield (Kusunga 89), F Frei, Zoua (Pak 90+3), Shaqiri.
  • O Benfica ganhou o grupo e só foi eliminado nos quartos-de-final pelo Chelsea FC, mais tarde vencedor do troféu. O Basileia terminou no segundo lugar do Grupo C e foi afastado pelo FC Bayern München nos oitavos-de-final.

Retrospectiva do jogo

Benfica
  • A equipa lusa estava invicta frente a adversários suíços antes da goleada em Basileia. O seu registo era de V3 E3 D0 (V2 E1 D0 em casa).
  • O empate de 2011 com o Basileia foi a única vez que o Benfica não ganhou na recepção a adversários helvéticos. Bateu o FC La Chaux-de-Fonds por 5-0 na primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1964/65 (resultado total de 6-1), e o FC Zürich por 4-0 na segunda eliminatória da Taça UEFA de 1982/83 (resultado total de 5-1).
  • O Benfica, que fez a "dobradinha" em Portugal em 2016/17, participa na fase de grupos da UEFA Champions League pela 13ª vez, a oitava seguida. Terminou a fase de grupos 2014/15 no último lugar, mas chegou até aos quartos-de-final em 2015/16 e voltou a ultrapassar a fase de grupos na época passada, mas não evitou o triunfo do Borussia Dortmund, por um total de 4-1, nos oitavos-de-final.
  • O Benfica ganhou apenas um dos últimos nove jogos europeus, em casa ou fora – o triunfo por 1-0 sobre o Dortmund na primeira mão dos oitavos-de-final da época passada – e perdeu os últimos seis.
  • Antes desta temporada, 19 clubes tinham perdido os seis jogos na fase de grupos da UEFA Champions League. Em caso de derrota com o Basileia, o Benfica torna-se no primeiro emblema de Portugal a alcançar esse feito indesejado.
Basileia
  • A vitória sobre o Benfica interrompeu uma série de nove jogos europeus sem ganhar, em casa e fora (E3 D6), desde o sucesso caseiro, por 2-1, frente ao AS Saint-Étienne, a 25 de Fevereiro de 2016.
  • A última visita do Basileia a Portugal resultou na sua primeira vitória em solo luso, quando ganhou por 2-0 ao Os Belenenses, em Lisboa, na fase de grupos da UEFA Europa League 2015/16. O seu registo anterior era E3 D3.
  • O clube suíço perdeu por 3-0 na jornada inaugural, em casa do Manchester United FC, mas depois venceu por 2-0 o CSKA Moscovo na terceira jornada.
  • A vitória sobre o CSKA colocou ponto final numa série de seis jogos fora sem vencer nas competições europeias (E1 D5). Antes disso, o Basileia tinha ganho quatro dos anteriores cinco.
  • O conjunto de Raphaël Wicky qualificou-se ao conquistar o oitavo título consecutivo de campeão da Suíça em 2016/17.
  • Esta é a oitava campanha do clube na fase de grupos, a quarta nos últimos cinco anos. Na época passada, o Basileia não escapou ao quarto lugar no Grupo A com apenas dois pontos em seis jogos. A última presença nos oitavos-de-final aconteceu em 2014/15.

Ligações entre treinadores e jogadores

  • Ricky van Wolfswinkel jogou pelo Sporting CP entre 2011 e 2013. Assinou o golo do triunfo por 1-0 sobre o Benfica no campeonato a 9 de Abril de 2012, num encontro em que Luisão foi expulso perto do fim. O ponta-de-lança holandês também marcou pelo Sporting na derrota em casa, por 3-1, a 10 de Dezembro desse ano. O seu registo pelo Sporting frente ao Benfica foi de V1 E0 D3.
  • Van Wolfswinkel também marcou dois golos em quatro jogos frente ao Vitória SC, na altura dirigido por Rui Vitória, actual treinador do Benfica (V2 E2).
  • Haris Seferović fez um golo e uma assistência na vitória do Eintracht Frankfurt, por 4-1, sobre o VfB Stuttgart na Bundesliga a 29 de Agosto de 2015; Geoffroy Serey Dié faz o passe para o golo do Estugarda.
  • Marek Suchý alinhou no triunfo do FC Spartak Moskva em casa por 2-1 e na derrota por 0-2 no reduto do Benfica na fase de grupos da UEFA Champions League de 2012/13.
  • Jonas ajudou a equipa do Valencia CF a anular a derrota por 0-3 em Basileia com um triunfo por 5-0 em Espanha, após prolongamento, nos quartos-de-final da UEFA Europa League de 2013/14.
  • Andreas Samaris marcou no triunfo da Grécia, por 2-1, sobre a Costa do Marfim, de Dié, na fase de grupos do Campeonato do Mundo da FIFA de 2014.
  • Jogaram juntos: Haris Seferović e Manuel Akanji, Michael Lang, Luca Zuffi e Renato Steffen (Suíça); Haris Seferović e Davide Callá (Grasshopper Club Zürich, 2009/10); Rúben Dias, João Carvalho, Diogo Gonçalves e Pedro Pacheco (Sub-19 de Portugal)

Factos do jogo

Benfica
  • Eduardo Salvio está em risco de exclusão.
  • O Benfica tenta evitar o pior registo de uma equipa portuguesa numa fase de grupos da competição; os dois pontos somados pelo Sporting CP em 2000/01 é, até agora, o mais baixo de sempre.
  • O Benfica conseguiu um empate sem golos no terreno do líder FC Porto na sexta-feira, seguindo no terceiro lugar da Liga portuguesa, a três pontos do topo.
  • O Benfica tinha, antes, atingido a sua maior série vitoriosa na Liga portuguesa esta temporada ao somar frente ao Vitória FC, por 6-0, o quarto triunfo seguido, a 26 de Novembro.
  • Jonas apontou o seu 100º golo pelo Benfica em todas as competições ao bisar nesse encontro.
  • Jonas marcou em dez jogos consecutivos na Liga portuguesa, quebrando o recorde fixado por Eusébio há 52 anos, antes de ficar "em branco" no nulo com o Porto.
  • Jonas lidera a lista de melhores marcadores da Liga portuguesa, com 15 golos em 13 jogos na presente época.
  • Felipe Augusto falhou os embates do Benfica com Setúbal e Porto devido a uma lesão num pé.
  • Rúben Dias foi submetido a uma operação para tratar uma apendicite aguda e não joga desde a mais recente paragem internacional para os jogos de selecções.
Basileia
  • Taulant Xhaka regressa após cumprir um jogo de suspensão; Éder Balanta está em risco de exclusão.
  • O Basileia apurou-se para as meias-finais da Taça da Suíça ao vencer o FC Luzern, por 2-1, a 29 de Novembro.
  • O defesa Michael Lang apontou sete golos nos últimos cinco jogos do Basileia e todos terminaram com vitórias.
  • O Basileia não perde há sete jogos fora; venceu cinco desses encontros e sofreu apenas três golos.
  • Geoffroy Serey Dié e Kevin Bua têm estado ausentes devido a lesões musculares.
  • Ricky van Wolfswinkel não joga desde o encontro da segunda jornada com o SL Benfica devido a uma lesão num metatarso.
  • O guarda-redes Germano Vailati está há muito afastado dos relvados devido a uma lesão num ombro.
  • O Basileia anunciou a 21 de Novembro que Omar Gaber, actualmente doente, vai ser emprestado ao Los Angeles FC em 2018.

UEFA Champions League: Sabia que?

  • Em 2012/13 o Chelsea tornou-se no primeiro campeão europeu a não ir além da fase de grupos desde o início da UEFA Champions League. (Este registo, assim como outros, inclui as temporadas entre 1999/00 e 2002/03 em que houve duas fases de grupos). Em 1992/93, o Barcelona era detentor da Taça dos Clubes Campeões Europeus e perdeu por 4-3 no conjunto das duas mãos da segunda eliminatória ante o CSKA.
  • Em 2016/17, o Real Madrid tornou-se na primeira equipa a defender com êxito o troféu da UEFA Champions League; o Milan (1989, 1990) tinha sido o último clube a conseguir sagrar-se campeão europeu de clubes em duas épocas consecutivas. Milan (1994, 1995), Ajax (1995, 1996), Juventus (1996, 1997) e Manchester United (2008, 2009) voltaram à final como detentores do troféu, mas perderam os respectivos jogos.
  • O guarda-redes Marco Ballotta, da Lázio, tornou-se no jogador mais velho a participar na UEFA Champions League, ao alinhar na deslocação ao terreno do Real Madrid na 6ª jornada da fase de grupos de 2007/08, com 43 anos de idade e 252 dias. Alessandro Costacurta, do Milan, detém o recorde quanto a jogadores de campo, pois tinha 40 anos e 211 dias quando defrontou o AEK 2006/07.
  • Francesco Totti é o mais velho a ter marcado na prova, aos 38 anos e 59 dias, no empate 1-1 da Roma no terreno do CSKA, a 25 de Novembro de 2014. Ryan Giggs (37 anos e 289 dias) era o anterior detentor da marca.
  • Celestine Babayaro é o mais jovem a ter actuado; tinha 16 anos e 87 dias quando foi titular pelo Anderlecht frente ao Steaua (23/111994). Foi expulso aos 37 minutos.
  • Com 17 anos e 195 dias, Peter Ofori-Quaye é o mais jovem de sempre a ter marcado na UEFA Champions League e fê-lo na vitória do Olympiacos ante o Rosenborg por 5-1 (01/10/1997).
  • Lionel Messi tornou-se no primeiro jogador a marcar cinco golos num jogo no triunfo de 7-1 do Barcelona sobre o Leverkusen, a 7 de Março de 2012, feito igualado por Luiz Adriano, do Shakhtar, que goleou o BATE a 21 de Outubro de 2014, por 7-0. 11 jogadores, incluindo Messi, marcaram quatro tentos num só jogo, mais recentemente Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, na 36ª jornada em 2015/16.
  • Cristiano Ronaldo estabeleceu novo recorde na fase de grupos da UEFA Champions League ao marcar 11 golos em 2015/16 - batendo o seu próprio recorde de nove tentos - registo igualado por Luiz Adriano em 2014/15. Zlatan Ibrahimović (2013/14), Ruud van Nistelrooy (2004/05), Filippo Inzaghi e Hernán Crespo (ambos em 2002/03) conseguiram oito remates certeiros.
  • O "hat-trick" de Messi na terceira jornada da fase de grupos de 2016/17 foi o seu sétimo na competição – mais dois do que Ronaldo.
  • O Barcelona terminou como vencedor do respectivo grupo em 18 ocasiões, mais três do que o Real Madrid e quatro relativamente a Manchester United e FC Bayern München.
  • Bayern (entre 2 de Abril de 2013 e 27 de Novembro de 2013) e Real Madrid (entre 23 de Abril de 2014 e 18 de Fevereiro de 2015) detêm o recorde de vitórias seguidas na UEFA Champions League, com dez. O Bayern ultrapassou a anterior marca de nove, estabelecida pelo Barcelona entre 18 de Setembro de 2002 e 18 de Fevereiro de 2003. O Anderlecht soma 12 derrotas consecutivas (entre 10 de Dezembro de 2003 e 23 de Novembro de 2005) e é também recorde da competição.
  • Seis equipas conseguiram seis vitórias seguidas na fase de grupos: Milan (1992/93), Paris Saint-Germain (1994/95), FC Spartak Moskva (1995/96), Barcelona (2002/03, primeira fase de grupos) e Real Madrid (2011/12 e 2014/15).
  • Dezassete equipas não somaram pontos na fase de grupos, mais recentemente o Maccabi Tel-Aviv FC, em 2015/16.
  • O Real Madrid marcou 20 golos na fase de grupos de 2013/14 e igualou o recorde da competição, fixado por Manchester United (1998/99) e Barcelona (2011/12). A equipa da Catalunha marcou 19 tentos na primeira fase de grupos de 1999/2000, número alcançado pelo Real Madrid em 2011/12 e pelo Bayern em 2015/16.
  • Apenas Deportivo (2004/05) e Maccabi Haifa FC (2009/10) não marcaram na fase de grupos.
  • O BATE sofreu 24 golos em 2014/15, novo recorde, que foi igualado pelo Legia Warszawa na quinta jornada em 2016/17. O anterior máximo, 22, pertencia a Dínamo Zagreb (2011/12) e Nordsjælland (2012/13). O Malmö FF sofreu 21 em 2015/16.
  • Nenhuma equipa terminou a fase de grupos da UEFA Champions League sem sofrer golos. Milan (1992/93), Ajax (1995/96), Juventus (1996/97 e 2004/05), Chelsea (2005/06), Liverpool (2005/06), Villarreal (2005/06), Manchester United (2010/11), Mónaco (2014/15) e Paris Saint-Germain (2015/16) sofreram apenas um tento.
  • Antes da vitória por 3-1 sobre o Sporting, na sexta jornada de 2006/07, o Spartak esteve 22 jogos sem vencer, uma marca que o Steaua igualou na sexta jornada de 2013/14.
  • O RSC Anderlecht detém o recorde de mais derrotas consecutivas na prova, desde a fase de grupos até à final, tendo perdido 12 jogos seguidos de Dezembro de 2003 a Novembro de 2005. O GNK Dinamo Zagreb vem logo a seguir com 11 derrotas consecutivas, de Setembro de 2011 a Dezembro de 2012; o desaire da equipa croata na quinta jornada de 2016/17 foi o seu décimo seguido.
  • Seis foi o menor número de pontos com que uma equipa ultrapassou a fase de grupos: o Zenit, em 2013/14 e a AS Roma em 2015/16. Desde que cada vitória passou a valer três pontos, em 1995/96, oito equipas seguiram em frente com sete pontos: Legia (1995/96), Dínamo Kiev (1999/2000), Liverpool (2001/02), Lokomotiv e Juventus, mais tarde finalista (2002/03), Rangers e Bremen (2005/06) e Basileia 1893 (2014/15).
  • O Nápoles não se conseguiu apurar com 12 pontos em 2013/14, o total mais elevado de uma equipa a não ultrapassar a fase de grupos. Dínamo Kiev (1999/2000), Dortmund (2002/03 – ambos na segunda fase de grupos), PSV (2003/04), Olympiacos e Dínamo Kiev (ambos em 2004/05), Bremen (2006/07), Manchester City (2011/12), Chelsea e Cluj (ambos em 2012/13), além de Benfica (2013/14) e FC Porto (2015/16) falharam o acesso aos oitavosde-final com dez pontos.
  • Apenas duas equipas conquistaram a UEFA Champions League no seu país: Dortmund (1997, final em Munique) e Juventus (1996, final em Roma); o Manchester United FC perdeu a final de 2011 em Londres e, 12 meses volvidos, o FC Bayern München também saiu derrotado no seu estádio, a Fußball Arena München.

RUI VITÓRIA: "PREMIAR O TRABALHO DE QUEM NÃO TEM TIDO OPORTUNIDADES"

Rui Vitória lançou o desafio com o Basileia da 6.ª jornada da Liga dos Campeões agendado para as 19h45 de terça-feira no Estádio da Luz. Na conferência de Imprensa admitiu mudanças na equipa inicial em comparação com a que arrancou o clássico.
"É, naturalmente, um jogo de Liga dos Campeões, não há jogos fáceis, mas é diferente do que queríamos. Queríamos disputar o apuramento. Vamos aproveitar para outros objetivos: ganhar o jogo, possibilitar que alguns jogadores que não jogaram neste fim de semana possam jogar e apresentar qualidade de jogo. Queremos dar continuidade ao que temos vindo a fazer. Mesmo mudando peças, as ideias vão lá estar. Temos um plantel vasto, não apenas 11 jogadores com qualidade. Será uma forma de premiar o trabalho de alguns jogadores que não têm tido oportunidades. Neste jogo vão tê-la", assumiu.
O treinador do Basileia, Raphaël Wicky, deu algum favoritismo ao Benfica para o desafio, mas o técnico das águias refutou-o.
"Sou muito pragmático. O favoritismo não me convence. Isso tem de ser provado dentro de campo. O Basileia está a discutir o apuramento e nós não. Mas sei que valemos mais do que demonstrámos até agora. Espero uma equipa que sabe o que tem a fazer nos momentos do jogo. Não tem o problema de defender com 10 homens atrás da linha da bola. Percebe as suas virtudes e limitações. Não estou à espera que estejam preocupados em mostrar qualidade de jogo, mas sim uma equipa à espera do nosso erro, uma equipa matreira", analisou.
Sobre uma eventual contestação ao seu trabalho pelo desempenho menos bom na Champions, Rui Vitória mostrou-se tranquilo: "Não é algo que me preocupe. Tentamos fazer o melhor possível. Não correu bem esta prestação na Champions e já enumerei alguns erros. Só passa esta fase quem cá está. Umas vezes conseguimos, noutras não. Vamos olhar para a frente, para o próximo jogo e para as restantes provas. Há muita competições para ganhar."
Enumerando outras prioridades face ao cenário do Benfica nesta edição da Liga dos Campeões, Rui Vitória viu-se obrigado a esclarecer a ideia de que os pontos não são importantes.
"Não disse que a questão pontual não era importante. O que disse é: não havendo a questão pontual como determinante para o apuramento, há outras prioridades. Os jogadores que vão entrar são de nível elevado. Vamos à procura da vitória. Vamos tentar dar ritmo competitivo a alguns jogadores. Cimentar as nossas ideias e deixar os jogadores aptos para os próximos jogos", esclareceu.
Mesmo sem possibilidade de apuramento há outros aspetos a ter em conta e que servirão de motivação a quem entrar de início. "Faço uma separação clara entre o jogo e questão pontual. Gostaríamos de discutir o apuramento, mas não é possível. Há público nas bancadas, há jogadores que querem mostrar valor. Há motivações. Queremos voltar a estar na Champions e para isso temos de trabalhar bem no campeonato, mas também nas restantes provas: Taça de Portugal e Taça da Liga", sublinhou.
Instado a revelar se Raúl Jiménez será opção a titular, o treinador Rui Vitória admitiu apenas que estaria na convocatória.
"O Raúl Jiménez vai estar convocado. Não vou dizer se vai a jogo, porque nunca digo", disse e acrescentou: "Como se motiva a equipa? Temos alguns objetivos a alcançar neste jogo. Mostrar que o que aconteceu na Champions é fruto de circunstâncias. Vamo-nos agarrar a estes objetivos, porque são motivantes e há outros aspetos importantes."
Rafa também veio à baila e a situação do camisola 27 foi explicada.
"Temos um lote de jogadores muito equilibrado, nomeadamente na zona das alas e do ataque onde joga o Rafa. A minha preocupação, apesar de ser um treinador que olho para esses aspetos que envolvem o jogador, é ser justo na decisão. Quem vai para dentro de campo é quem me dá as melhores garantias. Se não entrou foi porque considerei que não estavam reunidas as condições. Não tem nada a ver com o valor do Rafa. Nas faixas laterais temos muitas opções válidas e com muita qualidade. Ainda não cimentou a sua posição? É trabalhar e esperar que a oportunidade chegue", observou.

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Svilar e Bruno Varela;
  • Defesas: Lisandro, Luisão, Douglas, Eliseu, Jardel e André Almeida;
  • Médios: Fejsa, Samaris, Zivkovic, Salvio, Pizzi, Rafa, Diogo Gonçalves e João Carvalho;
  • Avançados: Raúl, Jonas, Gabriel Barbosa e Seferovic.

Boletim Clínico

  • Brevemente

XI Provável

Jonas
Živković João Carvalho Rafa
Fejsa Pizzi
Eliseu Jardel Luisão(C) André Almeida
Varela

Talking Points

  • Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
  • Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  • Qual é o seu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  • Qual é a sua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
Nota: Este texto foi elaborado recorrendo a informações recolhidas no sítio web do SL Benfica e no ZeroZero.
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2017.08.25 18:21 fidjudisomada [Pre-Match Thread] Campeonato Nacional 2017/18, 4.ª Jornada: Rio Ave FC vs. SL Benfica

Rio Ave Futebol Clube vs. Sport Lisboa e Benfica

Campeonato Nacional 2017/18, 4.ª Jornada

Transmissão

Antevisão

Rui Vitória: "Um jogo bem disputado, competitivo e com qualidade"
Dois dos quatro líderes da Liga NOS, Rio Ave e Benfica, defrontam-se este sábado, em jogo da quarta jornada. Rui Vitória espera um jogo "tradicionalmente difícil".
"A equipa do Rio Ave é composta por bons jogadores e começou bem o Campeonato. Acho que vai ser um duelo e as equipas, por diferentes que sejam, há sempre a ambição de cada uma delas de ganhar. Prevejo um jogo bem disputado, muito competitivo e com qualidade. É tradicionalmente difícil jogar em Vila do Conde", começou por dizer o técnico, em conferência de imprensa realizada, esta sexta-feira, no Estádio da Luz.
Rui Vitória garantiu que o boletim clínico "não preocupa" e "não vai preocupar". "O Živković já está apto e vai na convocatória. Já o Salvio não estará presente. O resto vejam no boletim clínico", revelou.
Apesar da fase ainda precoce do Campeonato Nacional, o treinador alerta para as dificuldades que cada equipa poderá criar.
"Há equipas que vão melhorar o seu rendimento, há outras que entram bem e depois baixam. Estamos a analisar adversários e os jogos não são sempre iguais. Às vezes é diferente jogar contra os três grandes, e não são três pontos mais ou menos valiosos. Contra o Rio Ave, estão três pontos em disputa e vamos fazer tudo para os ganhar. E pensamos assim em todos os jogos, na primeira ou na última jornada. Tal como na Liga dos Campeões. Esta é a nossa postura", afirmou.
"Para mim, mais do que qualquer jogador, é o conceito de equipa que tem de estar presente. A perda de jogadores é normais mas temos de conseguir dar resposta a isso. Não estou muito preocupado com a questão das armas. Sabemos que o mercado está aberto até ao dia 31 de agosto e quem tem dinheiro decide quem quer comprar. Até lá, as equipas estão sujeitas a uma série de aspetos relacionados com o mercados. Estamos atentos e vamos fazer uma equipa competitiva como temos mostrado. As equipas formam-se fazendo combinações e formando jogadores", concluiu.
2017/18 UEFA Champions League - Rui Vitória: "Grande vontade de estar presente e ter sucesso"
Na antevisão ao jogo de amanhã em Vila do Conde frente ao Rio Ave, Rui Vitória abordou também o sorteio da Champions, que colocou no mesmo grupo Benfica, Manchester United, Basileia e CSKA.
O treinador encarnado começou por fazer uma retrospetiva dos últimos dois anos europeus em que está à frente do Clube.
“Estamos a fazer um percurso na Liga dos Campeões que é digno de ficar marcado em termos europeus. Para mim é uma satisfação enorme estar pelo terceiro ano consecutivo a falar do Benfica como uma presença assídua, falar dos principais clubes a nível europeu e estar lá o nome do nosso Clube. A marca Benfica ficou marcada nessa fase de grupos onde passámos duas vezes”, considerou.
Sobre a prova que começa dia 12 com a receção ao CSKA, o técnico foi pragmático. “Olhamos para esta competição com uma grande vontade de estar presente e ter sucesso”, disse.
Sem individualizar os adversários, considerando que está inserido num grupo complicado, foi inevitável não tecer uma palavra sobre o Manchester United de José Mourinho. “O Manchester United reforçou-se muito bem, tendo uma grande capacidade em termos financeiros e é uma equipa de muita qualidade”, afirmou.
Para concluir, a alegria de receber na Luz três caras bem conhecidas dos portugueses. “É uma satisfação receber o José Mourinho, o Matic para os benfiquistas e o Lindelöf, no meu caso pessoal”, rematou.
  • [[Vídeo] Conferência de imprensa de Rui Vitória de antevisão (YouTube)]()

Histórico

  • Forma do SL Benfica: V-V-V-V
  • Forma do Rio Ave FC: V-V-V
  • Este será o 55.º jogo oficial entre estas duas equipas. O SL Benfica venceu 40 (74%), empatou 10 (19%) e perdeu 4 (7%).
  • O SL Benfica visitou o Rio Ave FC por 27 vezes. Venceu 18 jogos (67%), empatou 5 (19%) e perdeu 4 (15%).
  • Maior vitória em casa: SL Benfica 8-0 Rio Ave FC (I Divisão 1979/80)
  • Maior vitória fora: Rio Ave FC 0-3 SL Benfica (I Divisão 1979/80) Rio Ave FC 1-4 SL Benfica (Taça de Portugal 1989/90)
  • Maior vitória em casa: Rio Ave FC 3-1 SL Benfica (Liga Portuguesa 1997/98)
  • Maior vitória em campo neutro: Rio Ave FC 0-2 SL Benfica (Taça da Liga 2013/14)
  • Resultado mais frequente num SL Benfica vs. Rio Ave FC: SL Benfica 2-0 Rio Ave FC (4 jogos) SL Benfica 1-0 Rio Ave FC (4 jogos)
  • Resultado mais frequente num Rio Ave FC vs. SL Benfica: Rio Ave FC 0-1 SL Benfica (8 jogos)
  • Globalmente, no que tange ao aspeto ofensivo, o SL Benfica marcou aos vilacondenses 110 golos (2,04 por jogo) e sofreu 35 (0,65 por jogo).
  • O SL Benfica conseguiu marcar em 91% dos jogos (46) e sofreu pelo menos um golo em 46% deles (25).
  • Por um lado, a melhor série de vitórias teve 8 jogos: do SL Benfica 1-0 Rio Ave FC (31-01-2009) até ao SL Benfica 5-1 Rio Ave FC (16-12-2011).
  • Por outro, a pior série de jogos sem conseguir vencer teve 4 jogos: do Rio Ave FC 1-1 SL Benfica (04-04-2004) até ao SL Benfica 2-2 Rio Ave FC (06-11-2005).
  • O máximo numa série de jogos sem perder foi de 20: do SL Benfica 2-2 Rio Ave FC (06-11-2005) até ao SL Benfica 1-0 Rio Ave FC (31-10-2014).
  • No último embate o SL Benfica venceu na Vila do Conde por 0-1 (07-05-2017), em jogo a contar para a 32.ª jornada do Campeonato Nacional. Um passe de Jonas aos 75' lançou Salvio em contra-ataque, o extremo progridiu no terreno e assistiu Raúl Jiménez, que apenas com Cássio pela frente, rematou rasteiro e colocado na área.
  • Nesse jogo, o SL Benfica alinhou com: Ederson Moraes; Nélson Semedo, Luisão (C), Victor Lindelöf, Álex Grimaldo; Rafa Silva, Ljubomir Fejsa, Pizzi, Franco Cervi; Jonas e Raúl Jiménez. Rafa Silva cedeu o seu lugar a Salvio aos 70', Andreas Samaris entrou aos 83' para render Jonas e Felipe Augusto entrou para o lugar de Pizzi aos 90+3'.
  • Assista aqui ao resumo dessa partida.

Curiosidades

No mesmo jogo em que Jonas pode ficar mais perto de entrar para o top 20 dos melhores marcadores de sempre do Benfica, também Pizzi pode igualar outro goleador histórico do Benfica, em número de jogos oficiais disputados pelo clube.
O médio benfiquista, se jogar em Vila do Conde, completará o 135º jogo oficial pela equipa principal do Benfica, igualando o registo do antigo avançado das "águias", Rui Jordão, um dos atacantes de referência do futebol português na década de 1970.
Estes são, apenas, alguns dados curiosos, entre outros, referentes ao próximo jogo oficial do Benfica, em Vila do Conde, frente ao Rio Ave.
Todos os jogos:
  • Jonas, com 94 golos, está a um de Manniche (30º) e a dois de Diamantino Miranda e Simão (28º);
  • Salvio, com 56 golos, está a um de Shéu (53º);
  • Luisão, com 47 golos, está a um de Yuran (67º);
  • Pizzi, com 26 golos, está a um de Cândido de Oliveira (107º);
  • Jardel, se jogar, igualará Fernando Caiado e José Simões (80º) com 207 jogos;
  • André Almeida, se jogar, terá o mesmo número de jogos que Alfredo (196) e passará a ser o 91º no ranking dos jogos pelo Benfica;
  • Jonas, com 128 jogos, tem menos um que Argel e Zahovic. Se jogar, passará a ser o 159º com mais jogos de águia ao peito;
  • Se jogar, Fejsa igualará Manuel Fernandes, Kenedy e Francisco Vieira em número de jogos;
Competições oficiais:
  • Jonas, com 90, está a 4 golos de Simão (21º);
  • Salvio, com 49 golos, tem menos dois que Chalana e Pacheco (42º);
  • Luisão, com 45, tem menos um golo que Rodrigo (47º);
  • Pizzi tem 25 golos, menos um que Pietra;
  • Jiménez tem 24 golos, menos um que Toni e Tiago;
  • Salvio está a um jogo de Vítor Martins (210) e passar a ser o 52º com mais jogos pelo Benfica;
  • Pizzi, se jogar, passará a ter o mesmo número de jogos que Rui Jordão (135);
Campeonato Nacional:
  • Jonas, com 69, tem menos três golos que Artur Jorge (17º);
  • Salvio, com 29, está a um golo de Francisco Palmeiro e Pacheco (43º);

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Júlio César, Paulo Lopes e Bruno Varela;
  • Defesas: Lisandro, Luisão, Eliseu, Jardel e André Almeida;
  • Médios: Filipe Augusto, Samaris, Krovinović, Pizzi, C. Willock, Cervi, João Carvalho, Diogo Gonçalves, Živković e Rafa;
  • Avançados: Raúl, Jonas e Seferović.

Boletim Clínico

  • Grimaldo: lesão muscular perna direita;
  • Fejsa: traumatismo perna direita;
  • Salvio: tendinopatia joelho direito;
  • Mitroglou: lesão muscular coxa esquerda.

XI Provável

Seferović Jonas
Cervi Pizzi Filipe Augusto Rafa
Eliseu Jardel Luisão (C) Almeida
Varela

Talking Points

  • Živković e Krovinović são duas das novidades na convocatória de Rui Vitória para a deslocação a Vila do Conde. Acha que irão a jogo?
  • Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
  • Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  • Qual é o seu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  • Qual é a sua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
Nota: Este texto foi elaborado recorrendo a informações recolhidas no sítio web do SL Benfica e no ZeroZero.
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2017.01.22 15:02 hedley-martins Trump, Feminazis, Pixadores - FODAM-SE !!!! Isso sim é importante - Projeto da Câmara extingue nove tributos

Projeto da Câmara extingue nove tributos
Proposta de reforma, que inclui criação de três impostos, deve ser apresentada em fevereiro
Na esteira da promessa do presidente Michel Temer de priorizar em 2017 a aprovação de uma reforma tributária, a Câmara dos Deputados já prepara uma proposta radical de mudança na forma de cobrança de impostos e contribuições sociais pelo governo federal, Estados e municípios.
O projeto prevê a extinção de sete tributos federais (IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins e salário-educação), do ICMS (estadual) e do ISS (municipal). Em troca, seriam criados outros três: o Imposto sobre Valor Agregado (IVA), o Imposto Seletivo e a Contribuição Social sobre Operações e Movimentações Financeiras. Esse último seria uma espécie de CPMF. A nova contribuição seria usada para permitir a redução das alíquotas da contribuição previdenciária paga pelas empresas e trabalhadores. Remédios e alimentos teriam tributação reduzida.
O projeto também prevê a criação de um SuperFisco estadual responsável pelo IVA, que incidiria sobre o consumo de qualquer produto e serviço, semelhante ao modelo europeu. A Receita Federal cobraria o Imposto Seletivo, que incidiria sobre produtos específicos, como combustíveis, energia, telecomunicações e transportes.
Proposta
Quadro resume mudanças no projeto de Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR)
Nota técnica emitida pela Comissão Especial de Reforma Tributária com as principais diretrizes da proposta começou a ser discutida com o setor produtivo e tributaristas para que sugestões possam ser incorporadas no projeto. O relator da proposta, deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), quer apresentar o projeto em meados de fevereiro. Hauly diz que tem o apoio de Michel Temer e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para fazer uma ampla mudança no sistema tributário brasileiro, classificado por ele de “manicômio tributário”, com R$ 500 bilhões de renúncia tributária e 23% de sonegação.
“A minha proposta é de reforma mesmo. Falei com o presidente Temer desse desenho e ele falou: toca para frente”, diz o deputado, que foi relator da criação do Simples. Para ele, a tributária é a “mãe de todas as reformas”. “Não adianta ajuste na macroeconomia se não fizer a mãe das reformas”, diz ele, que acredita ser possível aprová-la ainda este ano para entrar em vigor em 2018.
O Ministério da Fazenda tem proposta pronta de reforma do PIS/Cofins que não chegou a ser encaminhada ao Congresso, que foi bastante discutida com o setor produtivo, mas enfrentou resistências do setor de serviços. A construção de consenso para aprovação de unificação da legislação do ICMS, principal tributo dos Estados, também foi tentada, mas as negociações acabaram sendo deixadas de lado em razão da crise fiscal dos Estados. http://economia.estadao.com.bnoticias/geral,projeto-da-camara-extingue-nove-tributos,70001636848
submitted by hedley-martins to brasilivre [link] [comments]


2016.12.17 18:55 subreddit_stats Subreddit Stats: PrimeiraLiga top posts from 2015-12-16 to 2016-12-16 09:28 PDT

Period: 366.30 days
Submissions Comments
Total 1000 22534
Rate (per day) 2.73 61.36
Unique Redditors 184 839
Combined Score 16434 80119

Top Submitters' Top Submissions

  1. 1274 points, 93 submissions: MatchThreadder
    1. Match Thread: Sporting CP vs Porto (29 points, 159 comments)
    2. Match Thread: Rio Ave vs Sporting CP (28 points, 133 comments)
    3. Match Thread: Sporting CP vs Sporting Braga (27 points, 120 comments)
    4. Match Thread: Porto vs Benfica (27 points, 267 comments)
    5. Match Thread: Vitória Setúbal vs Sporting CP (21 points, 48 comments)
    6. Match Thread: Paços de Ferreira vs Sporting CP (21 points, 64 comments)
    7. Match Thread: Vitória Guimarães vs Porto (20 points, 43 comments)
    8. Match Thread: Sporting CP vs Académica (20 points, 139 comments)
    9. Match Thread: Nacional vs Sporting CP (20 points, 75 comments)
    10. Match Thread: Vitória Setúbal vs Porto (20 points, 111 comments)
  2. 1204 points, 70 submissions: DonSteppedOutside
    1. /PrimeiraLiga is a trending subreddit today! (86 points, 21 comments)
    2. Diogo Jota goal vs Benfica (1-1) (46 points, 8 comments)
    3. Golo do Herrera contra a Académica (3-0) (38 points, 5 comments)
    4. Match Thread: Sporting CP vs FC Porto (38 points, 61 comments)
    5. Grande golo do João Mário vs Vitória FC (4-0) (37 points, 11 comments)
    6. Golaço do Otávio vs União Madeira (3-1) (35 points, 0 comments)
    7. 2016 Winter Transfer Megathread (31 points, 49 comments)
    8. Golo do Éder contra a Noruega (3-0) (31 points, 28 comments)
    9. José Peseiro é o sucessor de Julen Lopetegui (29 points, 107 comments)
    10. Nuno explica aos jornalistas o que é jogar «à Porto» (28 points, 53 comments)
  3. 1093 points, 59 submissions: fijozico
    1. [Post-Match Thread] Croatia 0-1 Portugal (after ET) (52 points, 84 comments)
    2. [OC] Localização dos clubes das duas ligas de topo de Portugal (x-post de /soccer) (46 points, 23 comments)
    3. Fui ao estádio (45 points, 34 comments)
    4. Resumos da Jornada (43 points, 9 comments)
    5. Éder nosso que estais nos céus... (41 points, 41 comments)
    6. Golaço do Filipe Andrade contra o Sporting (0-1) (37 points, 31 comments)
    7. Resumo: Liga Portuguesa, Round 13 (x-post de /soccer) (29 points, 7 comments)
    8. [Humor] Sara Carbonero não deixa Casillas pegar o filho ao colo porque pode deixá-lo cair ao chão (29 points, 4 comments)
    9. Já somos mil, carago! (26 points, 4 comments)
    10. Estoiro do Tiago Silva (Belenenses) contra o Rio Ave, Taça da Liga (24 points, 14 comments)
  4. 894 points, 58 submissions: Jataki
    1. A verdadeira capa do FIFA 17 [x-post /PORTUGALCARALHO] (38 points, 7 comments)
    2. [HumouBanter] Manequim Challenge - Portugal's National Team (36 points, 6 comments)
    3. Sporting's Twitter unravels awesome welcome video for Dortmund fans all over - Welcome to Lisbon, Borussia Dortmund! [2:53] (35 points, 12 comments)
    4. Resumo da última semana no primeiraliga (33 points, 10 comments)
    5. Resumo da última semana no rPrimeiraLiga (28 points, 11 comments)
    6. Pre-Season Roast: FC Porto (26 points, 36 comments)
    7. GoalPoint on Labyad (25 points, 10 comments)
    8. Portugal - A Marcha Final - Guilherme Cabral (24 points, 2 comments)
    9. Faz hoje 12 anos. Um dos momentos mais trágicos e marcantes do futebol português. (22 points, 9 comments)
    10. [Shitpost] Jorge Jesus nunca desaponta (22 points, 22 comments)
  5. 635 points, 52 submissions: theaguia
    1. Meet Sporting’s exciting wing duo who could be the new Ronaldo and Quaresma (29 points, 36 comments)
    2. What if... a different Portugal Euro 2016 squad (22 points, 3 comments)
    3. Portugal Euro 16 group discussion (20 points, 31 comments)
    4. Chicharito falha jogo com o Sporting (20 points, 7 comments)
    5. Bernardo Silva: «No Benfica treinava a lateral-esquerdo e percebi que não tinha futuro» (20 points, 28 comments)
    6. 2016 - The Year of the Seleção (19 points, 0 comments)
    7. André Silva ameaça Aboubakar (18 points, 23 comments)
    8. President of Belenenses: Rui Soares, reveals that Colombia captain Abel Aguilar signed after negotiations entirely via WhatsApp messages. (16 points, 3 comments)
    9. Iuri Medeiros turning heads at Moreirense (16 points, 3 comments)
    10. Sporting foi o clube que mais alimentou as seleções jovens (15 points, 14 comments)
  6. 563 points, 34 submissions: Xolintoz
    1. HEROÍS DO MAR (70 points, 45 comments)
    2. VAMOS EMBORA CARALHO. HERÓIS DO MAR (28 points, 27 comments)
    3. A Tasca do Zé (Trash Talk Thread) (27 points, 146 comments)
    4. HERÓÓÓIS DO MAAAAR (27 points, 9 comments)
    5. Campbell confirmado no Sporting. (26 points, 7 comments)
    6. Post Match Thread: SC Braga x Sporting CP (4-3) (23 points, 60 comments)
    7. New Season, New Rules: Lord Éder's 10 commandments (19 points, 10 comments)
    8. A Tasca do Zé (18 points, 59 comments)
    9. Funny moment from the Sporting fans during their game tonight (18 points, 8 comments)
    10. Post Match Thread: Sporting 3-2 Braga (17 points, 22 comments)
  7. 545 points, 34 submissions: Bastyriou
    1. Draw Master (46 points, 0 comments)
    2. Benfica Campeão Nacional 2015/2016 (43 points, 126 comments)
    3. Our sub is now 1 Year old!! (40 points, 40 comments)
    4. PORTUGAL NA FINAL!!!! (21 points, 9 comments)
    5. Renato Sanches conquista o 'Golden Boy' (21 points, 12 comments)
    6. Vitória Futebol Clube celebra hoje o seu 106º Aniversário! (19 points, 10 comments)
    7. Colecção de cachecóis (18 points, 20 comments)
    8. A multidão presente no Vitória FC vs Santa Clara (18 points, 32 comments)
    9. Fernando Santos & Rui Vitória nominated for the "Best Manager of the year" award (17 points, 17 comments)
    10. Todas as lesões do SL Benfica até ao momento (17 points, 11 comments)
  8. 455 points, 30 submissions: HelloMyNameIsLola
    1. >mfw O Renato Sanches é expulso (29 points, 32 comments)
    2. Eusébio e Cruifjj (26 points, 13 comments)
    3. José Sá e Marega no FC Porto (23 points, 52 comments)
    4. André Almeida no Facebook (acerca dos colegas): "A caminho de Istambul já com o turco, as asas do avião e o Son Goku Peruano" (23 points, 9 comments)
    5. Jorge Jesus e Carrillo reencontram-se: "Então, tás em forma?!" (22 points, 20 comments)
    6. According to CMTV, Jorge Jesus, the former Benfica manager, ignored Renato Sanches for the last 6 years (he was 12 when Jesus started managing Benfica) (20 points, 39 comments)
    7. RTP PROMO: SL BENFICA vs FC ZENIT (19 points, 4 comments)
    8. Quinito voltou a falar e emocionou colegas: «O futebol saiu-me caro» (19 points, 10 comments)
    9. Chaves dispensa capitão Barry por SMS à 1h da manhã (19 points, 14 comments)
    10. Os lesados do NES (18 points, 2 comments)
  9. 351 points, 22 submissions: Mendonza
    1. Portugueses pelo Mundo (Semana de 28/12/2015 a 03/01/2015) (34 points, 23 comments)
    2. Portugueses pelo Mundo (Semana de 11/01 a 17/01) (29 points, 15 comments)
    3. Percentagem de vitórias por treinador nos últimos 4 clubes orientados por Jorge Jesus [OC] (25 points, 7 comments)
    4. Golaço de Suk ao Rio Ave (1-0) (20 points, 18 comments)
    5. André André eleito jogador do mês de Novembro. Slimani fica em 2º e Gaitán em 3º. (20 points, 24 comments)
    6. Portugueses pelo Mundo (Semana de 04/01 a 10/01) (20 points, 7 comments)
    7. Taça de Portugal - Oitavos-de final (Resultados) (19 points, 7 comments)
    8. Sporting fans and others who might be interested: /SportingCP is having a meeting with /Bayer04. Come if you want to ask about their club or answer their questions about Sporting. (18 points, 0 comments)
    9. /PrimeiraLiga's Euro 2016 Banner: Contest (16 points, 46 comments)
    10. Jogada completa do segundo golo de Slimani ao Vitória FC (crédito a JBCarvalhais) (15 points, 6 comments)
  10. 323 points, 15 submissions: jgilcruz
    1. Heldér Postiga voltou! (Via "Um Azar do Kralj") (44 points, 7 comments)
    2. [Shitpost] Jataki ( ou o Bastyriou ) a apanhar sol no Bonfim esta tarde (35 points, 2 comments)
    3. Relembrar um dos programas mais míticos sobre o futebol português - A Liga dos Últimos (31 points, 44 comments)
    4. Já sacaram da vossa? (28 points, 15 comments)
    5. Rant Thread - A transmissão da RTP da Final da Champions (27 points, 18 comments)
    6. Encontrei esta pérola (22 points, 17 comments)
    7. Rui Santos não sabe o que é um fora-de-jogo (19 points, 42 comments)
    8. Match Thread: Sporting CP vs Boavista FC (19 points, 25 comments)
    9. [Shitpost] Manuel Machado é Horatio Caine em CSI: Choupana (18 points, 2 comments)
    10. Divisão de Honra da AF Porto: Super Dragões semeiam terror (Record) (17 points, 10 comments)
  11. 306 points, 17 submissions: Pete06
    1. A nova imagem do autocarro do Vitória de Guimarães (55 points, 14 comments)
    2. Faleceu Mário Wilson (41 points, 1 comment)
    3. Portugal está na final do Europeu Sub-17 (24 points, 14 comments)
    4. Rafa na equipa da semana da Liga Europa. (20 points, 3 comments)
    5. Golaço de Tiago Rodrigues vs Paços de Ferreira (19 points, 1 comment)
    6. Cova da Piedade garante subida de divisão (18 points, 1 comment)
    7. Fim da espera, aí está a Liga portuguesa - Rio Ave vs Porto (20h30) (17 points, 2 comments)
    8. Diogo Jota assina pelo Atlético de Madrid (14 points, 14 comments)
    9. Euro Futsal 2016 (13 points, 1 comment)
    10. MEO perto de fechar acordo milionário com os dragões (12 points, 15 comments)
  12. 298 points, 13 submissions: veribaka
    1. Salvio. (39 points, 5 comments)
    2. Faz hoje 38 anos, faleceu um dos maiores futebolistas de sempre, Fernando Peyroteo (35 points, 6 comments)
    3. EDER, FAZ-ME UM FILHO (34 points, 6 comments)
    4. Pauleta considerado o melhor avançado da história do PSG (31 points, 10 comments)
    5. Um toque de consciência - ou um tópico completamente desnecessário (29 points, 17 comments)
    6. Benfica vende Renato Sanches ao Bayern de Munique (já comunicado à CMVM) (28 points, 139 comments)
    7. Faz hoje 43 anos, Pavão caia inanimado nas Antas frente ao Vitória Futebol Clube, para não mais acordar) (19 points, 19 comments)
    8. Quer dizer... não estão propriamente errados... (18 points, 2 comments)
    9. Jonas e Renato Sanches na equipa da semana da UEFA Champions League (17 points, 14 comments)
    10. UEFA nomeia Jonas como melhor de Portugal em 2015/16, Renato Sanches a revelação, Arouca a equipa sensação (14 points, 1 comment)
  13. 289 points, 19 submissions: scienceandfaith
    1. Tondela permanece na 1a liga (35 points, 31 comments)
    2. Iuri Medeiros renova até 2022 com o sporting (24 points, 5 comments)
    3. Carrillo no benfica (benfica notifica sporting) (21 points, 167 comments)
    4. Twitter do sporting volta a fazer das suas (21 points, 8 comments)
    5. Record inventa entrevista (20 points, 9 comments)
    6. Sporting aceita negócio com a NOS valendo 515M€ (16 points, 68 comments)
    7. Vasteras acusa benfica de não pagar bónus da transferência de lindelof (15 points, 30 comments)
    8. Vai continuar a haver roundup das jornadas no /soccer? (14 points, 7 comments)
    9. Alguém arranja a entrevista completa do jorge jesus ao record? (14 points, 7 comments)
    10. Inter confirma chegada de João Mário (13 points, 13 comments)
  14. 263 points, 16 submissions: omegaxLoL
    1. Manuel Machado comenta o estado do futebol português após os contratos assinados por Benfica, Porto e Sporting (30 points, 51 comments)
    2. Chaves elimina Porto nas grandes penalidades (27 points, 38 comments)
    3. FC Porto em todas as competições desde o famoso desenho de NES: 1 vitória, 5 empates, 2 golos marcados, 1 golo sofrido (20 points, 14 comments)
    4. José Peseiro confirmado como treinador do FC Porto por ano e meio (19 points, 16 comments)
    5. Fernando Santos entre os 10 nomeados finais para o prémio de Melhor Treinador do Ano 2016 (18 points, 2 comments)
    6. Óliver Torres reforça o FC Porto por empréstimo até dezembro de 2017 (17 points, 10 comments)
    7. Lazar Markovic emprestado ao Sporting até ao final da temporada (16 points, 69 comments)
    8. FC Porto aponta não um, não dois, mas DOZE penalties por assinalar esta temporada (16 points, 24 comments)
    9. Sporting perde no recurso do caso Doyen (16 points, 113 comments)
    10. Rafa Silva no FC Porto num negócio de quase 20 milhões (15 points, 31 comments)
  15. 247 points, 19 submissions: MCbadboy
    1. Matheus Pereira informou a FPF que quer jogar por Portugal (22 points, 2 comments)
    2. CMTV foi a banhos (20 points, 8 comments)
    3. Sorteio Taça das Confederações 2017: Rússia, México e Nova Zelândia no grupo de Portugal (17 points, 6 comments)
    4. Sporting campeão nacional sub17 (16 points, 4 comments)
    5. Sporting anuncia lucro de 63M€ no primeiro trimestre da época 2016/17 (16 points, 108 comments)
    6. Está decidido, vai ser contra os avecs (15 points, 25 comments)
    7. Formação do Sporting eleita a 4ª melhor do mundo (estudo CIES) (14 points, 13 comments)
    8. Francisco Vera, contratado pelo Benfica à 1 ano por €2,8M, termina carreira aos 22 anos. Suspeitas de lavagem de dinheiro (13 points, 79 comments)
    9. Jonas volta a parar (13 points, 7 comments)
    10. [Debate] Jogadores Liga NOS com capacidade para jogar nos três grandes (12 points, 41 comments)
  16. 217 points, 14 submissions: GodlyXHell
    1. Licor Beirão 'pede desculpa' a Harry Kane pela entrada de Bruno Alves (29 points, 12 comments)
    2. Chaves está na 1ª Liga! (22 points, 11 comments)
    3. Feirense sobe com empate em Chaves (19 points, 16 comments)
    4. [Vsports]Golo de Hélder Postiga no Rio Ave X FC Porto (18 points, 11 comments)
    5. Deixem me partilhar este titulo do Inimigo Publico (18 points, 6 comments)
    6. Golo mal anulado no Paços de Ferreira - Estoril Praia (16 points, 10 comments)
    7. Simon Vukcevic: ''Voltei a Portugal para matar saudades da comida'' (15 points, 7 comments)
    8. Ruben e Renato a darem o exemplo no fim do Clássico (14 points, 5 comments)
    9. [Sugestão] Que tal um post semanal com os jogos de equipas portuguesas nessa semana? (13 points, 5 comments)
    10. Nelo Vingada de regresso ao Marítimo (12 points, 2 comments)
  17. 207 points, 11 submissions: oobservador
    1. A FESTA BENFIQUISTA NO DRAGÃO (54 points, 19 comments)
    2. Os Anti-Futebol (28 points, 36 comments)
    3. Para mim o Danilo (jogador do Porto) é a cópia real do One Punch [x-post danktuga ] (21 points, 11 comments)
    4. Estudar para os testes hoje... (20 points, 5 comments)
    5. Os portistas após o golo (14 points, 6 comments)
    6. A terminar contrato: Eis os negócios que prometem aquecer janeiro (14 points, 2 comments)
    7. Um clássico dos clássicos (13 points, 2 comments)
    8. Grimaldo na Equipa Da Semana do FIFA 17 (12 points, 4 comments)
    9. Atlético Nacional pede à CONMEBOL para dar o título da Taça Sul-Americana ao Chapecoense (11 points, 5 comments)
    10. Claque do Leça vai a jogo com o Canelas (10 points, 2 comments)
  18. 182 points, 12 submissions: justmyopinionok
    1. Benfica convida adeptos do FC Porto a assinarem a BTV (23 points, 20 comments)
    2. Arouca empata na Holanda (1-1) na estreia europeia (21 points, 5 comments)
    3. Portugal 4-3 Alemanha - Campeonato da Europa de sub-19 (20 points, 1 comment)
    4. Ronaldo durante os Penaltis (19 points, 3 comments)
    5. If Portugal wins Group F, they can avoid Germany, Italy, Spain, England and France in the knockout stage. (17 points, 35 comments)
    6. Leões repudiam vídeo de promoção ao Benfica-Nápoles (17 points, 22 comments)
    7. Águias repudiam ações de adeptos encarnados em Londres (13 points, 12 comments)
    8. João Vieira Pinto pede mais respeito por Éder (12 points, 8 comments)
    9. Preços de Champions para o Chaves vs Benfica (12 points, 20 comments)
    10. Football Leaks: «Portugal e Espanha têm os campeonatos menos transparentes da Europa» (10 points, 6 comments)
  19. 174 points, 5 submissions: otanerpt
    1. Petição para que este passe a ser o novo banner do sub! (86 points, 10 comments)
    2. Seleção feminina qualifica-se pela primeira vez para o Europeu (30 points, 13 comments)
    3. Ninguém analisa melhor um jogo que a CMTV (21 points, 3 comments)
    4. Mudanças na Champions para 2018 já são oficiais: 4 lugares na Fase de Grupos para os 4 países com melhor coeficiente; introdução do "sucesso histórico" no cálculo dos coeficientes (20 points, 19 comments)
    5. [OC] Se os jogos da Champions League tivessem apenas 85 minutos (17 points, 14 comments)
  20. 160 points, 11 submissions: desintrinski
    1. Cristiano Ronaldo eleito o melhor jogador do Mundo para a France Football (24 points, 32 comments)
    2. Nuno Espírito Santo voltou aos desenhos para explicar como o FC Porto quer ser campeão (19 points, 31 comments)
    3. FootballLeaks - Transferência de Bernardo Silva (17 points, 21 comments)
    4. André Gomes no Barcelona (17 points, 15 comments)
    5. Rui Patricio eleito o 12º melhor jogador do Mundo para a France Football (17 points, 10 comments)
    6. Pinto da Costa anuncia recandidatura (14 points, 31 comments)
    7. Pepe eleito o 9º melhor jogador do Mundo para a France Football (14 points, 0 comments)
    8. Principais frases da entrevista de PC (10 points, 1 comment)
    9. Melhores Primeira Liga (10 points, 27 comments)
    10. Resposta de Jesus a Rui Vitória (9 points, 22 comments)
  21. 157 points, 10 submissions: CradleCity
    1. Vitória de Guimarães entra em campo este Domingo com o emblema do Chapecoense em homenagem à equipa e ao seu treinador Caio Júnior (antigo jogador do Vitória). (25 points, 0 comments)
    2. Vitória Sport Clube celebra 94 anos de existência. (24 points, 3 comments)
    3. Vieirinha: "Gostava de terminar a minha carreira no Vitória de Guimarães" (18 points, 10 comments)
    4. Miguel Silva chamado aos sub-21 (17 points, 4 comments)
    5. Vitória ganha ao Chaves no Torneio do Varzim em jogo decidido com 34 (!) grandes penalidades (15 points, 0 comments)
    6. NOS anuncia contratos de transmissão televisiva com mais oito clubes. (14 points, 23 comments)
    7. João Martins [Penafiel, irmão do Carlos Martins] apontado como potencial reforço do Vitória. (11 points, 0 comments)
    8. Stanley e Falaye Sacko apontados ao Vitória (11 points, 0 comments)
    9. Manuel Machado: «Os grandes secam tudo à sua volta» (11 points, 8 comments)
    10. Marega pediu desculpa aos colegas e a Pedro Martins (11 points, 5 comments)
  22. 153 points, 9 submissions: november6
    1. Edgar Costa (Marítimo) faz um golaço (49 points, 6 comments)
    2. Quatro jogadores do Oriental detidos pela PJ (16 points, 15 comments)
    3. Golo de Pedrinho (P. Ferreira) aos 80' (16 points, 3 comments)
    4. Infografia do Record - André Gomes (14 points, 11 comments)
    5. Ricardo Horta (SC Braga) faz isto (13 points, 12 comments)
    6. Edinho assina pelo Vitória de Setúbal (12 points, 11 comments)
    7. O magnífico golo do Cornelius ao Porto (12 points, 9 comments)
    8. Treinador do Dínamo de Zagreb confirma Eduardo no Chelsea. (11 points, 5 comments)
    9. Boly no FC Porto (10 points, 17 comments)

Top Commenters

  1. MCbadboy (2401 points, 736 comments)
  2. Jataki (2297 points, 576 comments)
  3. veribaka (2254 points, 865 comments)
  4. jgilcruz (1658 points, 205 comments)
  5. Mendonza (1621 points, 502 comments)
  6. omegaxLoL (1480 points, 269 comments)
  7. Bastyriou (1364 points, 323 comments)
  8. Pockets69 (1289 points, 399 comments)
  9. DonSteppedOutside (1276 points, 279 comments)
  10. KneeDeepInTheDead (1270 points, 360 comments)
  11. Xolintoz (1228 points, 284 comments)
  12. fijozico (1141 points, 244 comments)
  13. joaommx (1096 points, 334 comments)
  14. Pete06 (996 points, 255 comments)
  15. notsoobviousreddit (948 points, 145 comments)
  16. 4thDimensi0n (848 points, 186 comments)
  17. Aqualung_ (843 points, 196 comments)
  18. Chicken_wingspan (842 points, 221 comments)
  19. VHLPlissken (824 points, 143 comments)
  20. almareado (805 points, 161 comments)
  21. pythium (777 points, 247 comments)
  22. scienceandfaith (765 points, 216 comments)
  23. mendrax (761 points, 171 comments)
  24. PTQW (750 points, 166 comments)
  25. MarquesSCP (747 points, 328 comments)

Top Submissions

  1. /PrimeiraLiga is a trending subreddit today! by DonSteppedOutside (86 points, 21 comments)
  2. Petição para que este passe a ser o novo banner do sub! by otanerpt (86 points, 10 comments)
  3. HEROÍS DO MAR by Xolintoz (70 points, 45 comments)
  4. Eusébio e Cruyff no Algarve by quatrotires (65 points, 6 comments)
  5. Não se preocupem, já corrigi a capa d'O Jogo de hoje... by Xedro (55 points, 4 comments)
  6. A nova imagem do autocarro do Vitória de Guimarães by Pete06 (55 points, 14 comments)
  7. A FESTA BENFIQUISTA NO DRAGÃO by oobservador (54 points, 19 comments)
  8. Éder da Silva Ferreira by LordJomi (53 points, 4 comments)
  9. [Post-Match Thread] Croatia 0-1 Portugal (after ET) by fijozico (52 points, 84 comments)
  10. Edgar Costa (Marítimo) faz um golaço by november6 (49 points, 6 comments)

Top Comments

  1. 111 points: jgilcruz's comment in Match Thread: Rio Ave vs Sporting CP
  2. 100 points: JawniRock's comment in Pre-Season Roast: Benfica
  3. 79 points: VHLPlissken's comment in Pre-Season Roast: FC Porto
  4. 73 points: Rekicho's comment in Pre-Season Roast: FC Porto
  5. 72 points: JawniRock's comment in Pre-Season Roast: FC Porto
  6. 68 points: Jataki's comment in Slimani com processo disciplinar
  7. 68 points: jgilcruz's comment in Académica matricula-se na Segunda Liga
  8. 64 points: notsoobviousreddit's comment in Pre-Season Roast: Sporting CP
  9. 55 points: LightzPT's comment in Post Match Thread: Benfica 1 - 2 Porto
  10. 55 points: Jataki's comment in Pre-Season Roast: Benfica
Generated with BBoe's Subreddit Stats (Donate)
submitted by subreddit_stats to subreddit_stats [link] [comments]


2016.04.21 22:10 thespaceman01 "Transfer Talk" - Sporting

Daqui a uns meses vamos entrar no período de transferências e para já confirmadas estão as entradas de:
1) Gelson (PL - 1º de Agosto)
2) Lukas Spalvis (PL - AaB)
3) Alan Ruiz (MO - Colon)
4) Federico Ruiz (MO - Colon)
Ainda temos a hipótese do Coates e sinceramente espero que a clausula de compra seja accionada porque o mais provável é o Porto o tirar de nós caso não o façamos. Eles precisam dum DC com experiência, provavelmente têm dinheiro para o salário dele e ele já provou que consegue jogar bem no nosso campeonato. Se não o comprarmos por causa do salário claro que percebo caso contrário acho que é uma perda muito grande.
(POSSIVEIS) SAIDAS
Rui Patricio - Sinceramente acho pode ser o ultimo ano dele no clube, com os rumores que temos visto nos jornais sobre o Sporting procurar um guarda redes novo parece-me justo pensar que ele vai abandonar. É verdade que nem sempre os jornais estão certos mas já são muitos artigos a ligar o Sporting a guarda-redes como o Valdés, José Sá e agora o Miguel do Guimarães. Não acho que há necessidade de o substituir a não ser que o seu salário seja um problema.
Carlos Mané - Mal jogou na primeira metade da época, teve algumas oportunidades na segunda e parece que não convenceu.
Slimani - Já no Inverno o queriam roubar de nós, o Palace supostamente ofereceu cerca de 15M e havia outros clubes interessados. Não ficava surpreendido de o Everton (se vender o Lukaku), Palace, Leicester e etc dessem os pedidos 30M do Sporting para o levarem visto que os clubes ingleses cada vez gastam mais e não temos como competir com eles em termos de salários. Já temos 2 PL para entrar no clube e pelos visto o Spalvis tem características similares ao Slimani, se calhar já a pensar na venda deste.
Teo - Embora esteja a jogar bem já nos fez umas maldades quando esteve lesionado e já tem 31 anos. O Sporting também parece já ter tudo tratado com o Alan Ruiz que é um 10, posição que o Teo faz pelo nosso clube.
Ewerton/Naldo - Pelo menos um dos dois deve abandonar no final da época visto que não jogam. Não me parece que passem à frente do Ruben, Paulo Oliveira e Coates )ou outro possível defesa que o Sporting venha a comprar) daí me parecer muito provável que abandonem.
William Carvalho - Tenho quase a certeza que vai abandonar devido ao contrato novo que o fez dos mais bem pagos do plantel. Ele ainda tinha contrato até 2018 e na altura estava muito aquém das expectativas. Pode ter sido uma estratégia para o motivar mas aumentar o salário de alguém desta forma não me parece que seja o caso.
Acho que existe a possibilidade do João Mário sair mas não acredito que seja já nesta época, a não ser que um colosso europeu esteja de olho nele à muito tempo mas até agora ainda não ouvimos de nenhum.
ENTRADAS
Iuri Medeiros - Está a fazer uma época excelente no Moreirense e certamente merece oportunidade.
Podence - Deve ter oportunidade na pré-época de se mostrar, quem sabe o 10 suplente caso o Teo seja vendido e o Alan fique com a posição dele.
Coates/Conti/DC - Basicamente um DC titular, provavelmente para fazer dupla com o Paulo Oliveira visto que o Ruben ainda parece cometer alguns erros. Quem sabe até dois DC mas não me parece, acho que um deve ser a ideia da direcção
GR - Caso o Rui Patricio saia.
Quem acham que vai sair e entrar no clube?
submitted by thespaceman01 to SportingCP [link] [comments]


2016.04.05 02:02 fidjudisomada [Pre-Match Thread] UEFA Champions League 2015/16, Quartos, 1.ª Mão: FC Bayern München vs. SL Benfica

Fußball-Club Bayern München vs. Sport Lisboa e Benfica

UEFA Champions League 2015/16, Quartos-de-final

Transmissão

Antevisão

Pelo segundo ano consecutivo, o FC Bayern München vai enfrentar um adversário português nos quartos-de-final da UEFA Champions League quando defrontar o SL Benfica, equipa à procura de chegar às meias-finais da prova pela primeira vez em mais de 25 anos.

Confrontos anteriores

  • Os dois clubes mediram já forças em três eliminatórias europeias no passado - e não só o Bayern levou a melhor em todas elas como chegou depois à final da competição em cada uma dessas ocasiões.
  • O primeiro embate teve lugar nos quartos-de-final da Taça dos Campeões Europeus de 1975/76. Um nulo em Lisboa, na primeira mão, foi seguido de uma vitória por 5-1 do Bayern, em Munique, com Bernd Dürnberger e Gerd Müller a bisarem e Karl-Heinz Rummenigge a assinar o outro golo dos bávaros.
  • O Bayern seguiu, então, em frente e acabou depois por derrotar o AS Saint-Étienne por 1-0 na final, jogada no Hampden Park, em Glasgow, erguendo assim o título europeu de clubes pela terceira temporada consecutiva.
  • A história foi parecida quando Benfica e Bayern se voltaram a encontrar, desta feita na segunda eliminatória da Taça dos Campeões de 1981/82, com a primeira mão, em Lisboa, a terminar novamente sem golos. Uma vez mais, o Bayern não deu hipóteses em casa e venceu confortavelmente a segunda mão, em Munique, com Dieter Hoeness a assinar um "hat-trick" e Paul Breitner a marcar o outro num triunfo por 4-1.
  • Tal como na anterior ocasião, o Bayern atingiu a final, embora desta feita não tenha conseguido erguer o troféu, derrotado por 1-0 pelo Aston Villa FC, em Roterdão.
  • Jürgen Klinsmann foi a estrela quando o caminho dos dois clubes se cruzou pela última vez até à data, na terceira eliminatória da Taça UEFA de 1995/96. O ponta-de-lança alemão marcou os quatro golos da vitória caseira por 4-1 do Bayern na primeira mão e assinou, depois, mais dois golos na segunda mão, num triunfo por 3-1 em Lisboa; o outro golo bávaro nessa partida foi apontado por Andreas Herzog.
  • O Bayern seguiu, uma vez mais, até à final, na qual derrotou o FC Girondins de Bordeaux com um total de 5-1 no conjunto das duas mãos. Klinsmann terminou essa edição da prova com 15 golos.
  • Em Munique, a 21 de Novembro de 1995, as equipas alinharam da seguinte forma - Bayern: Kahn, Babbel (Kreuzer 45), Matthäus (Witeczek 69), Strunz, Ziege, Hamann, Helmer, Scholl, Sforza, Klinsmann, Zickler (Kostadinov 84). Benfica: Preud'homme, Marinho (Edgar 57), Paulo Pereira, Hélder, Dimas, Paulo Bento, Calado, Valdo, Kenedy (Marcelo 76), João Pinto, Hassan.

Retrospectiva

Bayern
  • Cinco vezes campeão europeu, o Bayern marcou presença nas meias-finais das quatro últimas edições da UEFA Champions League. O seu registo em quartos-de-final na Taça dos Campeões/UEFA Champions League é de 17V 9D.
  • O Bayern tem estado imparável a jogar em casa na presente edição da UEFA Champions League, somando quatro vitórias em quatro jogos, ainda que tenha necessitado do prolongamento - e de recuperar de uma desvantagem de 0-2 - para afastar a Juventus na segunda mão dos oitavos-de-final.
  • Em casa, na fase de grupos, a turma bávara bateu GNK Dinamo Zagreb, Arsenal FC e Olympiacos FC com um total de 14 golos marcados e apenas um sofrido no conjunto desses três jogos.
  • Há um ano, o Bayern perdeu 3-1 no terreno do FC Porto na primeira mão dos quartos-de-final, mas deu a volta à eliminatória de forma espectacular, com um triunfo por 6-1 na segunda mão, em Munique.
  • Essa derrota com o Porto pôs fim a uma série de 15 jogos sem perder do Bayern frente a adversários portugueses. Ao todo, o seu registo frente a equipas lusas é de 24J 14V 8E 2D 55GM 18GS; a jogar em casa esse registo é de 9V 2E 0D. O Bayern levou a melhor nas nove anteriores eliminatórias que disputou com equipas portuguesas.
  • A outra derrota do Bayern frente a um clube português foi também diante do Porto, na final de 1987 da Taça dos Campeões Europeus, no Praterstadion, em Viena. Ludwig Kögl ainda deu vantagem aos homens de Munique nesse jogo, à passagem do minuto 25, mas golos de Rabah Madjer (77) e de Juary (81) ditaram outro destino para o troféu.
Benfica
  • Esta é a primeira presença do Benfica nos quartos-de-final da UEFA Champions League desde que se viu afastado desta fase da prova pelo Chelsea FC em 2011/12, com um total de 3-1 a favor dos londrinos no conjunto das duas mãos. O registo global das "águias" em quartos-de-final da Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League é de 8V 8D.
  • O Benfica atingiu a final nas duas últimas ocasiões em que conseguiu ultrapassar esta fase da competição – em 1990 e 1988.
  • O Benfica venceu por 2-1 no terreno do FC Zenit na segunda mão dos oitavos-de-final, carimbando assim o apuramento com um total de 3-1, e triunfou também por 2-1 em casa do Club Atlético de Madrid na segunda jornada da fase de grupos. Contudo, essas são as duas únicas vitórias que somou nos últimos oito jogos que disputou fora de portas nas competições europeias.
  • Os 40 jogos já disputados pelo Benfica frente a equipas alemãs na Europa resultaram em 12V 13E 15D (2V 6E 13D em solo germânico). Essas vitórias na Alemanha tiveram lugar em duas das três últimas deslocações àquele país, com um triunfo por 2-0 na visita ao VfB Stuttgart, nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League 2010/11, e um triunfo por 1-0 na visita ao Bayer 04 Leverkusen, na mesma fase da edição de 2012/13 dessa mesma competição.
  • Na temporada passada, contudo, na fase de grupos da UEFA Champions League, o Benfica foi derrotado por 3-1 em Leverkusen, empatando 0-0 em casa.

Ligações entre jogadores e treinadores

  • Júlio César fez parte da equipa do FC Internazionale Milano que bateu o Bayern por 2-0 na final de 2010 da UEFA Champions League, em Madrid. O guardião brasileiro ajudou também a turma de Milão a vencer por 3-2 em Munique nos oitavos-de-final da temporada seguinte, com a sua equipa a seguir em frente graças aos golos fora depois de um empate 3-3 na soma das duas mãos. Holger Badstuber, Philipp Lahm, Arjen Robben e Thomas Müller faziam já parte da equipa do Bayern.
  • Arturo Vidal estava na Juventus quando esta foi derrotada por 2-1 no conjunto das duas mãos pelo Benfica nas meias-finais da UEFA Europa League 2013/14.
  • Kostas Mitroglou, avançado internacional grego do Benfica, tem cidadania alemã e, em jovem, passou pelos quadros do MSV Duisburg e do VfL Borussia Mönchengladbach.
  • Mitroglou marcou por duas vezes na vitória por 2-0 da Grécia sobre a Áustria de David Alaba, num jogo amigável disputado a 14 de Agosto de 2013.
  • Colegas de selecção: Rafinha e Douglas Costa - Júlio César, Luisão e Jonas (Brasil); Medhi Benatia - Mehdi Carcela-González (Marrocos)
  • Mario Götze marcou pela Alemanha numa derrota por 4-2 ante a Argentina de Nicolás Gaitán (suplente utilizado), num amigável disputado a 14 de Setembro de 2014. Manuel Neuer e Thomas Müller também alinharam pela selecção alemã nesse jogo.
  • Um "hat-trick" de Müller ajudou a Alemanha a derrotar por 4-0 uma selecção de Portugal que contou com André Almeida na fase de grupos do Campeonato do Mundo de 2014. Neuer, Philipp Lahm, Jérome Boateng e Götze também estiveram em campo pela selecção germânica.
  • Neuer, Lahm, Boateng e Müller – que apontou o primeiro golo – estiveram também na equipa quando a Alemanha bateu o Brasil por 7-1 nas meias-finais do Campeonato do Mundo de 2014. Júlio César esteve na baliza brasileira nesse jogo.
  • Júlio César e o Brasil foram depois derrotados por 3-0 pela Holanda, que contou com Arjen Robben, no jogo de atribuição do terceiro lugar.

Factos

Bayern
  • Robert Lewandowski marcou 13 vezes em 14 encontros pelo clube em 2016. Apontou dez dos 20 golos do Bayern no campeonato desde a paragem de Inverno.*
  • O atacante da Polónia vai em 47 golos em 46 partidas pelo clube e selecção em 2015/16.*
  • O 25º tento de Lewandowski na Bundesliga esta época, mais um que o seu anterior melhor registo na prova, valeu o triunfo à equipa de Guardiola por 1-0 na visita ao 1. FC Köln, a 19 de Março.
  • Com o golo frente ao Colónia, Lewandowski ultrapassou Luca Toni como melhor goleador estrangeiro pelo clube na Bundesliga numa única temporada.
  • Müller vai no seu melhor registo goleador na Bundesliga, com 19 golos apontados esta temporada.
  • Ao disputar o jogo 70 pela Alemanha, Müller capitaneou o seu país pela primeira vez e fez duas assistências na vitória por 4-1 sobre a Itália, a 29 de Março. Götze marcou um golo na sua 50ª internacionalização.
  • Kingsley Coman estreou-se a marcar pela França na vitória por 4-2 sobre a Rússia, na mesma noite, enquanto Arturo Vidal bisou no triunfo do Chile sobre a Venezuela, por 4-1.
  • Douglas Costa marcou aos 39 segundos de jogo no empate 2-2 do Brasil frente ao Uruguai.
  • Benatia lesinou-se na coxa durante um treino a 25 de Março e falhou assim o jogo da Marrocos de qualificação para a Taça Africana das Nações frente a Cabo Verde.*
  • Joshua Kimmich (problemas musculares) não disputou os jogos da Alemanha de qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA frente às Ilhas Faroé e Rússia. Não foi utilizado na derrota por 1-0 ante o Eintracht Frankfurt no sábado.
  • Robben (adutores) está ausente desder 13 de Março.
  • Badstuber fracturou um tornozelo durante um treino, a 13 de Fevereiro, e vai falhar o resto da temporada.
  • Javi Martínez, que foi operado ao menisco do joelho esquerdo a 2 de Fevereiro, foi titular no encontro de sábado.
  • Boateng lesionou-se num adutor no triunfo por 2-1 no reduto do Hamburger SV, a 22 de Janeiro, que o deixará ausente até ao final de Abril.
  • O Bayern anunciou a 18 de Março que Alaba renovou o seu contrato até ao Verão de 2021.
Benfica
  • O Benfica venceu 19 dos últimos 20 jogos em todas as competições, com a excepção da derrota caseira por 2-1 com o Porto, a 12 de Fevereiro.
  • Jonas marcou 18 golos em 16 partidas de todas as competições em 2016.
  • Jonas jogou os últimos 11 minutos do encontro de qualificação do Brasil, frente ao Paraguai, que terminou empatado 2-2, a contar para a qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018, a 29 de Março – o primeiro jogo pelo seu país desde Setembro de 2012.
  • Renato Sanches estreou-se pela selecção a 25 de Março, entrando durante a derrota de Portugal por 1-0 na recepção à Bulgária. Participou ainda no triunfo sobre a Bélgica, quatro dias depois.
  • Victor Lindelöf somou as primeiras internacionalizações pela Suécia na derrota por 2-1 com a Turquia e no empate 1-1 frente à República Checa.
  • Luisão (ausente desde 21 de Novembro, braço esquerdo partido) sofreu uma recaída num treino e foi de novo operado à lesão, a 8 de Fevereiro.
Rui Vitória: "Inteligência, ambição e alegria"
O Sport Lisboa e Benfica está na Alemanha onde, esta terça-feira, defronta o Bayern Munique, em partida referente à 1.ª mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.
Na antevisão ao encontro, após o treino de adaptação ao Allianz Arena, foi um Rui Vitória ambicioso e "à Benfica", que realizou a antevisão ao jogo.
"É uma visão de treinador. Todos sabemos que as equipas têm de ter noção do que fazem e não daquilo que dizem que fazem. Ele viu as nossas virtudes e defeitos. Vamos ter um jogo contra uma equipa poderosa, uma das melhores do Mundo mas quem chega a esta eliminatória tem de ter grande ambição", começou por dizer, confrontado com o facto de Guardiola não ter assumido favoritismo aos bávaros.
Como é que sente, face à caminhada que a equipa tem feito na presente temporada?
"Sinto-me feliz. Feliz por ganhar pelo Benfica. Vamos jogar sem medos, sem dramas. Sempre que o Benfica entra em qualquer jogo é com esse espírito. As equipas do Benfica têm de jogar com entusiasmo e a máxima responsabilidade. Temos de olhar para o adversário e tentar descodificar. O resto é lateral. Não estou preocupado comigo. Estou preocupado em que o Benfica possa vencer. É o jogo mais importante da minha carreira porque é o próximo. Vamos a eles, sem dramas e com alegria pois esse é o maior trunfo", revelou o treinador.
"Se lhes mostrei vídeos do jogo contra o Bayern? Eles não estão agarrados a sistemas mas sim a conceitos. Isso será o futuro. Eles adaptam-se ao jogo e são fortes em todos os momentos. O nosso foco é tentar descodificar esses momentos. Tem que existir uma resposta quase no limite da dedicação. Temos de jogar com muita inteligência", explicou.
Como está a encarar esta partida?
"O nosso foco é sempre o próximo jogo. Temos vindo a trabalhar desta forma. O Bayern é candidato a ganhar esta competição. Agora, estamos aqui e não vamos recuar nem ter medo. Temos pela frente um adversário poderoso mas queremos levar o jogo para Lisboa. Não estou cá preocupado em questões de finais. É evidente que quero ganhar. O objetivo é esse. Qualquer treinador quer. São 180 minutos e vamos mostrar vontade de ganhar", disse taxativo.
"Temos a estratégia pensada para o jogo. Do outro lado vejo um conjunto de atributos que, se a nossa equipa não for forte nos vários momentos, não vai ser fácil. Tem de ser um jogo de concentração no limite. Temos que adaptar o jogo ao que o adversário tentará fazer. Não sabemos se vamos ter sucesso mas para o ter é preciso descodificar. Vamos preparar o jogo com a máxima atenção. Com a máxima alegria e ambição", acrescentou.
"Temos a noção das dificuldades mas acreditamos que os nossos momentos vão aparecer. Perguntam-me se vamos jogar sempre ao ataque? Do outro lado estará uma equipa poderosa. Não teremos um ataque avassalador pois do outro lado está uma equipa poderosa. A virtude é reconhecer que eles têm valor. Vamos sofrer? Ai vamos. Mas tem sido sempre assim", concluiu Rui Vitória.

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Ederson, Paulo Lopes e André Ferreira;
  • Defesas: André Almeida, Nélson Semedo, Jardel, Lisandro, Lindelöf e Eliseu;
  • Médios: Pizzi, Carcela, Talisca, Salvio, Fejsa, Gonçalo Guedes, Renato Sanches, Samaris e Gaitán;
  • Avançados: Raúl, Jonas e Mitroglou.

Boletim Clínico

  • Por divulgar

XI Provável

Mitroglou Jonas
Gaitán (C) Samaris Renato Sanches Pizzi
Eliseu Jardel Lindelöf André Almeida
Ederson

Talking Points

  • Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
  • Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  • Qual é o seu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  • Qual é a sua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2015.10.05 16:19 veribaka [Blog] Jonas (Eu visto de Vermelho e Branco)

Já passaram uns dias, outro jogo está à porta, mas o efeito da noite europeia continua presente. Continuo extasiado com tudo aquilo, adormeço e acordo com o desfile daquelas imagens, não tivesse o Benfica essa capacidade única para me tornar numa criança de novo. Ver o Benfica vencer uma equipa de topo na prova máxima do futebol europeu, fora de casa, com a garotada a dar chocolate e a decidir o jogo, jogando com o histórico branco da camisola alternativa mais bela das últimas décadas, é algo que me acompanhará durante longos anos. Foi tudo perfeito, o cosmos começa finalmente a querer colocar as coisas no sítio para que este sonho se concretize.
Mas desta vez quero particularizar os elogios, porque há um jogador que me enche as medidas, como eu já não me lembro de ver ninguém no Benfica conseguir.
É moda hoje dizer-se que Gaitán é o jogador mais talentoso da equipa. Ora, como não confundo talento com valor de mercado, que depende sempre da idade, sou obrigado a discordar. Gaitán é um extraordinário desequilibrador, mas não está no mesmo patamar de Jonas. Não, porque seja limitado de alguma maneira, mas porque Jonas está num patamar só dele, no que à capacidade intelectual para jogar futebol diz respeito. Tudo bem, eu sei que Gaitán também é o melhor jogador do mundo, tal como o Júlio César também é, e que a bola de ouro de Semedo em 2018 é uma mera formalidade, mas Jonas é o melhor do mundo mais um bocadinho. Na verdade, Jonas será o melhor do mundo mesmo quando tiver 80 anos, apenas não terá a capacidade física necessária para acompanhar o intelecto, o que dará a oportunidade a outros de o serem. Outros que até poderão ser mais dotados tecnicamente, mais rápidos, mais fortes, mas nunca terão o talento do Jonas para pensar um jogo de futebol. É impossível.
A maioria dos seus jogos são Tratados vivos, em movimento, sobre como bem jogar futebol, sobre a leitura de jogo no futebol. Não são os pés de lã que mais impressionam, o talento puro para tratar a bola com conta, peso e medida em todo os seus gestos técnicos, ou o facto de fazer golos com o pior pé que outros não fariam com o melhor, ou a capacidade para desequilibrar no jogo aéreo mesmo não tendo a envergadura física de outros, ou a responsabilidade que considera ter e assume para entreter as bancadas, ou o facto de dançar entre os rivais, dando muitas vezes a sensação que irá perder a bola, mas sem que tal acabe por acontecer. O que mais impressiona com Jonas é a realização do seu pensamento, é sentirmos que os recursos técnicos são o acessório, a consolidação daquilo que realmente o torna especial: a inteligência.
Jonas é o jogador que se ri daquilo que se ensina aos miúdos, do 1-2, de primeiro receber e depois virar. Com o Atlético, equipa exemplar na forma como pressiona com agressividade, perdi a conta às vezes que tirou adversários do caminho abdicando da recepção, com uma simples simulação de corpo. Antes da bola lhe chegar, já sabe como vai tirar o adversário do caminho, sem sequer lhe tocar. A visão periférica é de outro mundo, basta observar a rapidez com que em curtíssimos espaços de tempo olha para um e outro lado, para perceber que está sempre ao corrente de tudo o que se está a passar à sua volta. É daqueles jogadores que vai com a bola num 3 para 3 e não cede à tentação de libertar rapidamente a bola no colega, por receio que lhe chamem egoísta, é capaz de perceber que a melhor jogada é usar o apoio dos colegas para terminar a jogada sozinho, peçam as bancadas o que pedirem. Jonas rima com decidir bem, com ler bem.
Depois há algo ainda mais fascinante e que acontece com poucos jogadores. Na bancada ou na televisão, temos o hábito de dizer "faz isto", "faz aquilo", "dá agora", "olha aquele solto na esquerda", "não tens hipótese, dá atrás", etc, e há jogadores que parecem ter uma facilidade superior para perceber à altura do relvado aquilo que o adepto está a ver de uma perspectiva muito mais favorável. Jonas é um desses jogadores, mas leva-o para outro grau, consegue arranjar soluções que o comum adepto, lá de cima, nem sabia que existiam, nunca as viu, daquelas que nos apanham tão de surpresa que até provocam gargalhadas. O futebol de Jonas, de uma ponta à outra, é prazer puro, só se pode ver com um sorriso na cara. Elegância, criatividade, eficácia, garra. Jonas é o protótipo do futebolista ideal.
Como se não bastasse, é o tal jogador à Benfica que idealizo. Não o jogador à Benfica a quem basta correr muito e ser viril para assim ser considerado, mas o jogador que está ao nível do Benfica em todos os sentidos: no espírito de sacrifício, mas também no talento, no saber estar, na percepção de onde está, na consciência do carácter especial do clube que representa, na epicidade com que sabe ser ídolo de quem ama o Benfica. Jonas é o espírito de sacrifício de Luisão, o talento de Aimar, o saber estar de Júlio César, a epicidade de Cardozo. Jonas é um ídolo à antiga, é o Paneira moderno. Até de botas pretas joga, veja-se bem o quão raro é no futebol moderno. Jonas é o tipo que de meias em baixo, e com aquele andar de rei deste mundo e de todos os outros, ajeita o material ao ser substituído na maior das calmas. Jonas questiona a minha sexualidade, não há limite para o nível da sua epicidade. Por tudo isso, é a grande figura desta equipa, a mais memorável, a mais especial, a mais Benfica.
Texto escrito por anónimo, editor do blog.
Artigo completo.
submitted by veribaka to benfica [link] [comments]